• Autor
    Artigos
  • #163147 Resposta

    Exmos Senhores,

    Eu e o meu irmão precisamos da vossa Ajuda para resolução de um assunto S.f.f.
    O meu irmão tem recebido notificações da PSP e Policia Municipal com ameaças de multa, porque a vizinha da frente Sra Mónica (3º D) e Sra Emilia (3ºB) tem feito queixas a estas entidades a informar que o Snoopy (o cão do meu irmão) ladra muito durante o dia.
    O prédio já tem alguma idade e é natual que se oiçam alguns barulhos, para além disso, se existem pessoas a andar nas escadas e que fazem barulho e se baterem à porta, é natural que o Snoopy ladre, é um cão e está a cumprir uma das suas funções/missões.
    Já fomos a uma consulta na vossa clinica em Carcavelos (S.Miguel das Encostas) em 05-02-2015, onde a veterinária pode confirmar que o Snoopy é um cão Saudável, muito meigo e é bem tratado, só que estava habituado a estar num quintal (ele tem 8 anos) e agora está a viver num apartamento (desde Novembro 2014).
    Na altura, a veterinária entendeu que não deveria prescrever nehuma medicação para o Snoopy acalmar e que se tratava apenas de ansiedade por estar sozinho, pelo que, ficou acordado que teriamos que comprar alguns brinquedos para o cão estar ocupado durante o dia.
    Assim fizémos, para além disso, também colocámos uma protecção de borracha na porta de entrada de casa para não se ouvir o cão raspar na porta e também comprámos um difusor (ADAPTIL) que liberta umas feromonas e que acalma os animais.
    O meu irmão agora está de férias e hoje recebeu uma nova visita da policia, com mais uma notificação e ameaça de pagamento de multa….
    As vizinhas dizem que gostam muito de cães mas só teem gatos…..
    Deste modo, solicitamos a vossa colaboração para que nos informem como podemos agir, que mais podemos fazer e até que ponto seremos mais prejudicados, como nos podemos defender para não ter que pagar multas nem nenhuma situação desagradável com a PSP, Policia Municipal e/ou outras Entidades Judiciais e se V.Exas também podem Intervir para nos ajudar com toda esta situação.
    Apresentamos os nossos melhores cumprimentos,

  • #163220 Resposta

    maria

    eu tenho o mesmo problema. Vivo num loteamento e as casas são quase gémeas.
    Tenho duas cadelas uma com doze anos e outra que acabou de fazer 1 ano, são bem tratados, estão registas e acima de tudo muito amadas. Mas como e normal quando ouvem barulho durante dia, principalmente a mais nova começa a ladrar e a minha vizinha da janela atira-lhe pedras, vidros e outros objectos que podem ferir o animal.
    Tentar o dialogo é impossível porque ela recusa-se. O que eu gostaria de saber é como eu posso proteger os meus animais de pessoas que vivem apenas para fazerem mal.
    Durante a noite ficam dentro de casa e não fazem ruido.

    • #163415 Resposta

      ruidavid
      Administrador

      As pessoas não podem atirar coisas para os quintais dos vizinhos, sobretudo pedras e vidros; tem que denunciar a situação às autoridades, se tiver provas de quem o faz, tanto melhor.

    • #163985 Resposta

      Sofia

      Pessoas mal amadas, amarguradas, tem essas atitudes. Aposto que essa senhora também nao “verga a mola” como a minha vizinha. Como não “vergam a mola” todos os dias como nós, têm tempo suficiente para inventar e implicar por tudo.

      Há gente muito maldita neste mundo!

    • #170941 Resposta

      ML

      Ninguém é obrigado a suportar cães mau treinados a ladrar o dia inteiro.

  • #163466 Resposta

    José L. Godinho

    Bom dia.
    No prédio onde habito existe um casal, cujo elemento feminino tem problemas de saúde e necessita, assiduamente, de ser deslocado, através de ambulância de transporte de doentes, para local que não posso precisar, talvez para obter tratamento. Esse casal possui um cão que, quando estão em casa, ladra esporadicamente, pelo que, o incómodo é diminuto, até porque alguém o manda calar e ele até obedece.
    O que me leva a escrever-vos é o fato de durante essas ausências para tratamento (penso eu) o animal fica todo o tempo a ladrar e a uivar, apenas parando, por curtos períodos, para descansar (?). Ora, desta vez, está assim desde as 7h e 30m de 09/07/2015 e são agora 11h e 26m de 10/07/2015 e o coitado lá está a uivar. Não sei se tem alimentação e água. Apesar de gostar de animais, não sou favorável a que estes habitem com pessoas que, infelizmente, por diversas razões não lhes possam dar a atenção devida.
    Assim, solicito que me esclareçam, se esta situação pode existir, pois afeta o íntimo e o descanso de quem está, constantemente, a ouvir o animal uivar como se estivesse a chorar e quais as diligências a tomar.
    Com os meus cumprimentos

    • #163957 Resposta

      ruidavid
      Administrador

      Tente conversar com os donos do animal; visto que, segundo parece, há uma situação de doença na família, ofereça a sua ajuda e/ou tente arranjar mais vizinhos e amigos que possam ajudar. Quando um cão ladra pela noite dentro, é normalmente sinal de que algo não está bem. Como já foi referido noutros tópicos, há treinos de educação canina que se mostram bastante eficazes. Procurar ajudar em vez de denunciar, pode ser, muitas vezes, a melhor maneira de resolver as situações.

  • #164080 Resposta

    Carla Sofia Das Neves Oliveira

    Boa Tarde,
    O Snoopy a fazer barulho de facto, só faz durante o dia, ou seja, na ausência do meu irmão, quando este está a trabalhar.
    A vizinha do 3ºD (D.Mónica) trabalha de noite e tem que dormir durante o dia, por isso é que qualquer barulho fora do normal, a incomoda.
    Não existe perto do nosso prédio, nenhuma escola, creche, hospital, etc, e também, Graças a Deus, não existe ninguém acamado ou com problemas de saúde que não possa sair de casa…os nossos vizinhos são pessoas Saudáveis e de meia-idade (entre 40-60 anos).
    A D.Mónica já nos pediu a nossa chave de casa, e que iria lá durante o dia acalmar o Snoopy para ver se estava tudo bem…..como é Óbvio, não vamos fazer isso, porque não confiamos nela e temos receio de que algo mais grave possa acontecer (não sei me estou a fazer entender…..)
    O meu irmão também já tem testemunhas, amigos, que ficaram em casa durante o dia para tomar conta do Snoopy e se aperceberam que a D.Mónica vai para o pátio do prédio fazer barulhos estranhos e inclusivé em alguns casos, a ouvir à porta dos vizinhos….
    Também, durante uma das tentativas de conversas entre o meu irmão e essa senhora, esta mandou o gato dela para cima do Snoopy, se calhar à espera que o cão reagisse de forma violenta…só que o Snoopy é um Doce, Super Meiguinho e nem sequer reagiu.
    No outro dia, o meu irmão contou-me que a D.Mónica colocou no chão, quase 2 litros de vinagre para o Snoopy estranhar o cheiro e não vir ladrar perto da porta…até ficámos com receio que o Snoopy ficasse sem faro…..
    Este Sábado, a D.Mónica chamou novamente a policia, que a ouviu durante algum tempo e quando o agente foi ter com o meu irão, nem sequer o deixou falar, mas se justificar ou defender, ameaçando, mais uma vez, que a próxima vez que lá forem passam uma multa….sugeriram que comprássemos um açaime e que o colocássemos durante o dia….
    Vou tratar disso hoje, quando sair do trabalho, não sabemos é se o Snoopy vai conseguir comer e beber água durante o dia….de facto pode não conseguir ladrar, mas vai ganir com certeza, e então ela de facto pode chamar a Policia e dizer que estamos a tratar mal o animal , que ele gane muito alto….
    A D.Mónica diz que também já falou com o seu Advogado acerca deste assunto e deste modo, agradecemos que nos informem como é que V.Exas podem intervir para nos ajudar. Grata <3

    • #164283 Resposta

      ruidavid
      Administrador

      Regra geral, quando um cão passa muito tempo a ladrar, mesmo durante o dia, é um sinal que alguma coisa não está bem, seja a nível físico seja emocional e é um sinal que deve ser levado a sério.Tal como não é natural uma pessoa sozinha em casa passar o dia a gritar, não é natural para um animal. Aconselho vivamente a que o leve a uma consulta veterinária ou de comportamento animal.Em relação às tensões com a sua vizinha, este é o tipo de situação em que é fácil chegar-se a posições extremadas, com um vizinho a defender uma posição contra outro vizinho a defender a posição contrária. Normalmente não se chega a lado nenhum e quem sofre no fim, são os animais. Tentem usar de bom senso, paciência, civismo e espírito de boa vizinhança. É verdade que nem sempre resulta mas é o caminho mais directo para resolver estes problemas. Tentem por-se na posição da vossa vizinha e pensem como gostariam que ela agisse; tentem que ela faça o mesmo exercício. Por as autoridades na equação deve ser sempre a última opção.

    • #167644 Resposta

      Antonio Silva

      Pobre Carla Sofia e o seu Snoppy que é do irmão…

      Presumo que não vive no prédio para sentir na pele os problemas contudo relata com detalhe o comportamento do meigo, dócil a santificado cão, que já foi atacado por um gato a mando da vizinha bisbilhoteira que faz barulho e o pobre do irmão é atacado pela polícia PSP que nem o deixa falar!

      Que tal deixar de se armar em vítima, o de fazer do Snoopy um cão meiguinho que não faz mal a ninguém e encarar o simples facto de que um animal a latir, a chorar, a raspar com as patas nas portas FAZ BARULHO. E barulho é algo que incomoda. Barulho de latir incomoda mais que as vizinhas a subir as escadas… porque para chegarem a casa têm de passar pelas escadas, não há volta a dar. O cão só está a fazer a sua natureza… lol. Só vitimização, nenhuma responsabilidade. Ah, já fiz isto, já comprei aquilo etc, etc. E ENTÃO? Por acaso resolveu o problema? Se o cão tem dificuldades de adaptação os vizinhos já estão a ouvir essa desculpas faz SETE MESES e eles é que têm de ter mais paciência? Sim, há pessoas que trabalham de noite e precisam descansar de dia. Mesmo que não existissem, a lei é para se cumprir: Não se podem fazer ruídos desnecessários que interfiram com o sossego de todo o prédio. Não são umas vizinhas tagarelas a falar à porta durante 30 minutos que incomoda. A menos que o fizessem por horas e horas, montassem churrasquinho e repetissem isto TODOS OS DIAS. Um cão não tem noção. Sim é verdade que o animal é inocente. Mas os donos não são. Se o cão estava habituado a um quintal devia continuar num. Mesmo em quintal, muitos cães são sossegados e não latem. Pelo que o animal nunca foi adequadamente educado agora que a proximidade dele com outras pessoas o obriga, agora é que se nota a negligência dos donos desse animal dócil. O cão não quer estar sozinho. Ponto. Cada vez que o deixam sozinho ele arma um banzé. Cada vez que escuta ruidos estranhos com a sua superaudição quando comparada à humana, late. Chora, fica alarmado, assustado.. .Quer sair, quer correr… e manifesta tudo isto a LATIR, CHORAR, CORRER SEM PARAR dentro do apartamento, RASPAR com as unhas na PORTA… E os vizinhos é que têm de aguentar isto?? Levem o cão convosco para o emprego. Se é tão dócil como dizem, um santo inclusive, aposto que não vai sequer dar nas vistas.

  • #164353 Resposta

    Carla Sofia Das Neves Oliveira

    Pois, nós compreendemos a situação, mas de facto trata-se de uma senhora que também já teve outros “aborrecimentos” no passado com outros vizinhos….Ainda este mês vamos ter uma reunião de Condominio para se tentar resolver a situação da melhor forma. Comprámos o açaime mas não podemos colocá-lo no Snoopy durante o dia (na ausência do meu irmão enquanto este estiver a trabalhar), porque o cão não consegue beber nem comer e não vamos fazer o animal passar por isso…

    • #164589 Resposta

      Carla Sofia Das Neves Oliveira

      Já tivemos a reunião de Condomínio a semana passada (29-09-2015) e ficou combinado que vamos resolver a situação do Snoopy em 15 dias, caso contrário, a vizinha da frente (D.Mónica) iria contactar um Advogado.
      Contactámos um Treinador de Cães que confirmou que o Snoopy é um cão Bem Tratado, Saudável, Equilibrado e Tranquilo, apenas ladra quando houve barrulhos no pátio/corredor da escada. Deste modo, foi-lhe tirado o acesso à sala e assim sendo, não irá ladrar para a porta de entrada, o meu irmão também está a colocar em Prática algumas técnicas que lhe foram transmitidas pelo Treinador. Agora, só nos resta aguardar que Tudo Corra da Melhor Forma para Todos.

    • #167301 Resposta

      Rui

      Não vão fazer o cão passar por isso…. e os vizinhos é que levam com o cão .O problema é vosso e os outros não contam as  pessoas tem o direito de estar nas suas casas sem serem incomodadas com situações destas pois apesar de gostar de animais não concordo nada que se possa incomodar outros com o ladrar constante de um cão … é desumano.

       

    • #168178 Resposta

      Carina

      Ora tenha vergonha minha senhora! Vivo a mesma situação que os donos do snoopy e sabe o que acho de facto engraçado? É que dos vizinhos de como que se agridem um ao outro e passam a vida a gritar niniguém se queixa mas o cao coitadinho que não faz mal a ninguém jacausa “irritação”. Então diga me lá uma coisa e se eu decidir ligar musica a meio da tarde não posso?? É barulho também? Sabe que podemos fazer certo barulho até as 23h respeitando o nível de decibéis que a lei impõe? Isso significa que dentro das suas casas as pessoas deviam se sentir nem mais nem menos do que em casa! Se o cão ladra o dia inteiro é porque tem problemas? Então explique me uma coisa…. está preocupada com o cão ou com o barulho? É que não me parece que a sua preocupação seja o cão. Há pessoas muito “piquinhas” o que é de facto triste. A mim nunca me incomodou que os vizinhos de cima discutissem, eles têm a vida deles, tal como eu tenho a minha e os donos do snoopy as suas. É graças a pessoas como você que muitas vezes os animais são abandonados… as pessoas falam, os caes ladram…. Têm a linguagem deles e é assim que eles se expressam e por isso garanto lhe uma coisa, desde que os meus vizinhos decidiram armar-se em azeiteiros comigo que a minha avó vem a minha casa tomar conta do cao sempre que pode só para que as “altezas” não se sintam incomodadas, mas uma coisa é certa, ai daquele que se queixou de mim e poe se a tagarelar a beira da minha porta, porque se o meu cao que por sinal é um yorkshire com menos de 3 kilos nao pode fazer barulho os outros também não. Não há aqui filhos e enteados somos todos iguais! !

    • #171536 Resposta

      Sofia Roquette

      O que vejo é uma série de comentários intolerantes de pessoas com mentalidade provinciana que, claramente, não têm qualquer preocupação com o bem estar dos animais. Descarregam as suas frustrações em sites como este com comentários inúteis e vergonhosos. Ao menos não sejam hipócritas e assumam que não gostam de animais!

      A legislação permite até 4 animais pir apattamento, independentemente do porte e ruído até ás dez da noite, ok?

      e animais, não se “dão”, pois não são objetos!

       

       

  • #164532 Resposta

    SS

    Eu também estou a passar por este problema. Vivo num prédio onde o cão ladra o dia todo sem parar… Sou assistente de bordo e os meus horários não são iguais aos das pessoas que saem de manhã para ir para um escritório e só voltam a hora de jantar. Portanto tenho que dormir durante o dia, o que se torna impossível…. É uma tortura… Hoje também vou ligar para a PSP.

  • #164555 Resposta

    António Luís

    Boa noite.
    Quem tem cães, acha que tem todos os direitos; quem não tem e precisa de descansar (como eu) durante o dia, passa tormentos com o ladrar dos cachorros.
    É o meu caso: a minha vizinha do prédio ao lado deixa a cadela na varanda durante o dia. E a pobre da bichinha ladra a tudo e a todos.
    Já tentei (mesmo!) falar com a vizinha e o marido por várias vezes: ou me viram as costas, ou me falam de forma agressiva.
    Certo é que quando me queixo, a cadelita lá fica fechada e silenciosa.
    Mas ainda hoje tive de voltar a protestar… e fui insultado! Por formação, não vou reagir ao insulto; reagir a gente mal-educada? Não!
    Vou esperar alguns dias e, se a situação se mantiver, escrevo uma carta registada com a/r, a pedir o fim deste martírio, sob pena de queixa à PSP E à Câmara Municipal: a coima mínima é de 150,00 euros!
    Infelizmente, acredito que será o que terei de fazer mesmo.
    O direito ao silêncio e à tranquilidade sobrepõe-se ao direito a ter um cão que ladra!
    Mas manter a calma também é importante…

    • #168247 Resposta

      paulo

      Se tiver tanta sorte como eu, que sofro durante anos com um maldito vizinho (e seu cao, mas este não tem a culpa, coitado…), e da idiotica e incompetente PSP de Setubal, não vai conseguir nada. .. (e o tipo – leia-se besta- é advogado!)…

  • #164556 Resposta

    António Luís

    Primeiro passo: tentar conversar. Comigo, não funcionou…
    Segundo passo: escrever uma carta registada com a/r a pedir educadamente aos vizinhos, para resolverem o problema, porque temos de descansar DE DIA!
    Terceiro passo: avisar na carta as consequências, quais sejam queixa à PSP e à Câmara Municipal (Ambiente), sendo de 150,00 euros a coima mínima (Regulamento Geral do Ruído, Ruídos de Vizinhança).
    Quarto-passo: se nada resultar, fazer a queixa, por telefone à PSP e por email à Câmara.
    Quinto-passo: esperar pelo resultado, que pode demorar algum tempo… e repetir a queixa, se tudo se mantiver (nova coima…)!
    Neste momento, estou no terceiro passo…
    O Direito ao sossego e à tranquilidade é MUITO superior ao direito de ter um cão que ladra de dia e/ou de noite!

  • #165211 Resposta

    Filipe
    • Ola  boa entendo perfeitamente o seu ponto de vista eu tmb tenho 2  aliás tinha 3 uma cadela estava no quintal, mas.devido às vizinhas porque fazia barulho e ladeladrava de dia fui como quasN obrigado a dar a cadela.Num intanti a vizinha do rés do chão trouxe o seu lindo cão e não é para meu espanto que ladra de dia ladra de noite toda a gente.sabe que entro e saio de casa e quando vou ao quintal.Eu fico é lixado é que parece que agora é culpa é dos novos inclinos  (nós) acho k temos de ter mão firme e ordem nos nossos caes senão é tudo a ladrar eu com os meus dou ordens e não ladram ja o da vizinha so diz calma tobias calma calma.. Conclusão é culpa e na maior parte das vezes dos donos n sabes ter mão e voz.firmee boa noite

     

     

  • #165324 Resposta

    Catarina
      <li style=”text-align: center;”>Olá muito boa noite eu moro num predio e tenho 2 cães uma pit e um buul terrier e raro ladrarem so o fazem se sentirem gente estranha no predio ou algum som forte que não seja comum. No entanto chego a casa a uma da manhã e tenho o cuidado de quando chego nao abrir a porta dos quartos uma vez que estes ficam muito felizes e fazem algum barulho com as patas. Ninguém se queixa a nao ser a vizinha de baixo quer dizer a ha um ano que não dizia nada e agora diz que sempre a incomodaram.  ja perguntei a varios vizinhos em relacao ao barulho e estes dizem que sim eles ladram 2m e calam se relativamente as patas o vizinho do lado diz que ouve mas em 10m  tudo acalma hoje ameaçou em fazer queixa o que faço?
  • #165522 Resposta

    Sónia Pinto

    Boa noite,

    estou com uma situação parecida; à cerca de semana e meia resgatei de uma autoestrada uma cadelinha cocker extremamente dócil. Coloquei no facebook mas o dono não apareceu e o animal não tem chip.

    Acabamos por acolhê-la em casa e agora faz parte da nosaa família.

    Mas hoje tive dois recados não identificados a reclamar que quando ela está sozinha chora; sempre que está alguém em casa ela não faz qualquer barulho.

    O que poderei fazer? quando mais eu sei que a minha cadela não é a única no prédio a ladrar…

  • #165523 Resposta

    Sónia Pinto

    Boa noite,

    estou com uma situação parecida; à cerca de semana e meia resgatei de uma autoestrada uma cadelinha cocker extremamente dócil. Coloquei no facebook mas o dono não apareceu e o animal não tem chip.

    Acabamos por acolhê-la em casa e agora faz parte da nossa família.

    Mas hoje tive dois recados não identificados a reclamar que quando ela está sozinha chora; sempre que está alguém em casa ela não faz qualquer barulho.

    O que poderei fazer? quando mais eu sei que a minha cadela não é a única no prédio a ladrar…

  • #166073 Resposta

    Costa

    Nem me dou ao trabalho de ler. Se um cão lada, porque alguèm se aproxima da porta, ou no átrio one vive, é normal.

    Deizar um cão, como eu tenho no andar de cima, a ladrar e uivar TODO o dia é não só uma afronta para quem quer NÃO é obrigado a ouvir como é uma autêntica TORTURA ao cão.

     

    Nesse caso dê o mesmo e PONTO FINAL.

  • #166662 Resposta

    Miguel Pinto

    Entrei neste website poruqe realmente preciso de ajuda contra o barulho canino…mas preciso de ajuda contra os donos, não contra os animais. Sou um defensor dos direitos dos animais, mas realmente as leis neste país não defendem por certo as pessoas que querem e merecem ter descanso. Passar o dia ou a noite a ouvir um animal a ladrar e uivar não é agradável, agora imaginem 12 !!! Só neste país é que se chama cão de guarda a tudo o que tem 4 patas e ladra !! Só neste país é que se permite 2 vistas da psp, e policia municipal a apartamentos e vivendas sem serem passadas multas !! Só neste país é que não se entende que um cão de guarda tem de ladrar e incomodar toda a vizinhança…um cão de guarda tem de defender e agir, Imaginem que um cão tem de se comportar como um alarme da Prossegur…um alarme não toca só porque passou alguem na rua ou nas escadas de um prédio !!! Um alarme não toca porque passou um gato na rua !! um alarme não toca porque passou um cego a bater com a bengala no passeio !!! um alarme toca quando algo acontece !! Os animais chamados de guarda têm de ser ensinados a agir e a não ladrar por tudo  e por nada. Eu não culpo os cães…e não acredito que as queixas que as várias pessoas apresentaram e que aqui são discritas sejam contra ou queiram mal dos animais…as queixas de ruido são contra o animal sim, mas porque o mesmo tem donos que não entendem que o silencio e bem estar dos vizinhos deve ser respeitado. As pessoas têm horarios, empregos, stresses, vidas diferenciadas e por isso têm de conviver…mas com respeito. Por certo que se eu estiver o dia todo a ouvir musica em altos berros alguem se queixa, e não posso dar a justificação que é por ser periodo diurno. EU já tive animais e queixas nunca tive, mas viver rodeado de 12 cães a ladrar e 4 vivendas é dose…e não sei o que faze rmais para comecarem a passar multas…por isso entendo perfeitamente o que aqui se disse…só não percebo que não entende nem respita o descanso dos outros. Viva os animais, mas acima de tudo a democracia e direitos das pessoas.

  • #167261 Resposta

    Antonioareaiscosta
    Participante

    POIS SR:MIGUEL PINTO AÍ É QUE ESTÁ A DEMOCRACIA, SE FIZER UMA TRANSGRESSÃO, AUTO, LOGO O POLICIA, TEM O BLOCO, EA CANETA, NA MÃO MAS SE QUEIXAR QUE NÃO DORME, NEM DIA NEM NOITE, TENHA PACIENCIA , É ASSIM QUE SE MEDE, QUEM VALE O QUE, VÃO LÁ Á PORTA DO 1º-MINISTRO POR CAES NO PRÉDIO A LADRAR PARA SE VER O QUE ACONTECE, POR ISSO EU DIGO VALE A PENA RECLAMAR NO LIVRO AMARELO, SEJA NA POLICIA SEJA NO TRIBUNAL PARA QUE TODOS SAIBAM QUE ESTÁ DESCONTENTE COM A SITUAÇÃO, SE NÃO DER, JUNTE-SE AO INIMIGO, E FAÇA A GUERRA DELE, A SUA TAMBEM, COMPRE UM CD COM O ANIMAL A GANIR OU A LADRAR E PONHA A TOCAR PORQUE AQUELES QUE AGORA NÃO SE INCOMODÃO DEPOIS FICAM TAMBEM INCOMODADOS OU VÁ AO CANIL E PEÇA QUE LHE DEEM UM CÃO DAQUELES QUE LADRÃO ATE PARA O AR QUE RESPIRAM, E VAI VER QUE FICA IGUAL AOS DEMAIS DEMOCRATAS PORQUE AS LEIS EXISTEM PARA TODOS SÓ QUE Á ALGUNS QUE SÃO MAIS DEMOCRATAS QUE OUTROS SE FOSSE NO TEMPO DO ANTONIO, MANDAVA-SE, LÁ A PIDE ASSIM MANDA-SE OS CAES A LADRAR COMO OS DO VIZINHO E ASSIM PODE-LHE DIZER TENHA PACIÊNCIA, É A FALA DO ANIMAL,

     

    • #167779 Resposta

      acosta

      estou de acordo acho que os animais que o estado devia de tomar conta está a dar para os lares das pessoas digo mais é proibido o ruido porque se trabalhar ao sabado em obras a prefurar, e mais obras a policia chamada ao local avisa á primeira á segunda multa enbarga a obra e sei lá que mais então o animal pode ladrar dia e noite e coitado do animal e o animal humano racional onde está o direito dele, e as crianças o direito delas ao sossego, e bem estar, muitas vezes até atacam as crianças se puderem qual guarda, qual desculpa, companhia são sim senhor e merecem todo o nosso respeito mas quando se mantem um animal em casa tem de tambem ter gente todo o dia em casa porque abandono tambem pode ser em casa não estando ninguem o animal está em sofrimento , ou estou errado mudem a lei e obriguem os patroes a aceitar os animais no trabalho

       

  • #167392 Resposta

    Alves

    Sempre tive cães. Adoro-os mas um cão precisa de ser domesticado, perdi muito tempo para que os meus não ladrarem quando saio de casa. E o que mais me chateia é acordar todos os dias com o cão do vizinho a ladrar sempre que ela sai de casa. É horrível, pior que acordar com as galinhas. Não sei como o cão ainda não perdeu o latir, ele ladra de 5 em 5 segundos se exagerar e não se cansa. Não queria estar a meter as autoridades neste assunto porque não me parece que o animal tenha culpa. E dada a estranha configuração do meu prédio ainda não conseguir perceber de qual das varandas vem o barulho.

    Vejo aqui muita gente queixar-se de receber queixas, o meu conselho é: Se amam os vossos animais têm de perder tempo para os ensinar a não ladrar sempre que lhes apetece…respeitar os vossos vizinhos… Vejo a ingenuidade dos primeiros comentários, não tenho dúvidas de que o snoopy seja um bom cão, mas é ridículo depois de vários avisos ainda não terem arranjado solução para entreter cão quando fica sozinho, na minha opinião isso é falta de respeito, principalmente para com a vossa vizinha Mónica que precisa do dia para descansar, mas também para o próprio animal que passa o dia a rasgar as cordas vocais. Parece que estão mesmo à espera que a proteção dos animais recolha o vosso animal. Cão de guarda, alerta, o que voces quiserem, não deve viver num apartamento, e se tiver mesmo de ser, deve ser adaptado a esse espaço, ou seja, ensinado.

  • #167394 Resposta

    Diana Sousa

    Bom dia. Alguém me pode ajudar? Moro numa aldeia. A minha casa tem um grande terreno à volta, e dois dos quartos da casa são virados para o jardim. Tenho um vizinho que tem tipo um canil mesmo encostado à nossa propriedade. São cães de caça e ladram e uivam de dia e de noite. Torna-se insuportável, pois durante a noite não consigo mesmo dormir. Isto pode acontecer? Obrigada

  • #167404 Resposta

    Salgado

    Infelizmente parece que as pessoas não teem mais direitos, só os animais teem direitos. Eu já incomodada durante bastante tempo nao pelo cão , mas pelos vários vários cães dos vizinhos. Moro numa zona residencial no Porto e quase toda a gente tem um cão no pátio. Quando começa a ladrar um, ladram todos. Para os donos dos cães, informo que esta situação é doentia, tira a saúde a qualquer pessoa. Eu chegava a casa por volta das 18.00h e era um latir de caes para além das 24.00h, porque os vizinhos no fim de jantar vão passear os animais à rua e os caes que estão presos sentem os outros na rua e não se calam. Por volta das 5.30h da manhã começavam a ladrar os primeiros cães. Falei com alguns vizinhos,mas todos acharam que os caezinhos é que tem direitos, uma vizinha até me disse que tinha que aguentar o barulho. Estive quase com uma depressão, falei com a polícia que disse que nada podia fazer, a menos que fizessem ruído de noite. Pensei em vender a minha casa e comprar em outro em outro sítio, mas o meu ordenado não me permite isso.

    Felizmente, o  cão que mais fazia barulho para mim e que era um pastor alemão e estava num pátio de uma casa terrea e que ladrava a tudo que mexia, um dia soltou-se e mordeu numa professora de uma escola mesmo ali pegada, podia ter sido uma criança a ser mordida. E assim, os donos desfizeram-se do cão.

    Pelas notícias que vemos nos nossos telejornais apercebemo-nos que se um cão mata uma criança não acontece nada ao dono. Mas se um vizinho mata um cão por este o incomodar, então a pessoa vai presa. Mas isto é como tudo, um dia a moda dos cães passa e até lá quantas mais crianças precisam ser atacadas?. Os cães deviam atacar era os donos.  As nossas leis são uma vergonha, em Espanha e França há imensas pessoas com cães, mas incomodam os vizinhos, de noite ou de dia, porque é proibido, e nesses países há sitios reservados nos parques para quem tem cães, os passear.

    Eu como tal como muitas pessoas que se quixam, gosto imenso de cães, cresci no meio deles e adoro fazer-lhes festinhas, mas não posso compreender como é que o bem de um animal se pode sobrepor ao bem de uma pessoa.

    Por isso, deixo aqui uma mensagem aos donos dos caes: FAÇAM O FAVOR DE NÃO INCOMADAR OS VIZINHOS COM OS VOSSOS ANIMAIS. QUERES SER RESPEITADO, RESPEITA O TEU PRÓXIMO.

     

     

  • #167595 Resposta

    Salete Madureira

    Tive um problema semelhante durante vários anos, infelizmente tenho uma vizinha do prédio ao lado, pois os do meu prédio não ouviam cão nenhum a ladrar, que sistematicamente convocava os serviços da CML, onde trabalha, para me inspeccionarem a casa e o cão. Fui visitada diversas vezes por veterinários, polícias municipais e PSP, (só faltou ir lá o Papa) até que um dia a própria queixante foi multada e acabaram-se as taradices desta gente que não tem mais nada que fazer senão chatear os outros. Os animais podem fazer ruído de dia e de noite, desde que esse ruído não seja desproporcionado.

  • #167645 Resposta

    Antonio Silva

    Para rematar: recentemente tive uns vizinhos que trouxeram TRÊS CRIANÇAS e TRÊS CÃES com eles. Uma pessoa fica sempre alarmada com a possibilidade de ruído, porque se as pessoas vêm de vivendas, geralmente não têm noção ou a mesma noção que eu tenho desde que nasci, do que é a vida em prédio. Tudo o que uma pessoa faz tem de ser a ter em consideração o outro lado. Daí os sons das TVs ter de ser o mais baixo possível, nada de música alta, nada de pulos, nada de actividades noturnas barulhentas, nada de arrastar móveis, cadeiras, jogar futebol dentro de casa e se tiverem um animal, este tem que adoptar o mesmo princípio. Como ex-dono de cão de apartamento digo que isso é possível. E pessoalmente achei fácil. Mas ai depende do animal e do dono.

    Os 3 cães dos vizinhos acabaram por se adaptar em 3 dias. Só os escutava quando um deles entrava em casa e logo a seguir sossegavam. Durante o dia nem um ruído. É muito bom ter cães assim, sejam nossos sejam dos outros. Portanto, é possível sim, ter cães em apartamento. Mas depende dos cães e dos donos. Por mais dóceis que sejam isso não significa que se adaptem. Até pode comprovar que são mais propícios a ter medos e receios de abandono. Neste instante em que escrevo, é sábado, meio da tarde e desde manhã que estou a escutar o ruído de berbequim a furar a parede. Sem qualquer aviso, sem NADA, o ADMINISTRADOR do prédio decidiu fazer obras no seu apartamento. A um sábado!! Amanhã, Domingo, aposto que também vai ter um «imprevisto» com horas de berbequim a furar as paredes da janela. Já fui falar com ele, que fingiu desconhecer a LEI do RUIDO. Por isso reforço que a LEI é para se cumprir. Não pode servir só para os outros e para nós ser… adaptada. Seja que tipo de ruído for: música alta, andar de saltos altos no apartamento, ter animais que fazem barulho, arrastar móveis ou dar pulos a toda a hora…. Não pode ser. O repouso e sossego fazem muita falta ao ser humano.

  • #167772 Resposta

    Duarte sousa

    Meus amigos, preciso de esclarecimento na seguinte situação:

    no predio onde habito existem 12 cães, sendo que uma vizinha tem 6 e outra 4, os restantes sao de duas vizinhas.

    já sei que estao a ter numero de caes a mais. ladram (não muito dentro de casa), mas na rua e nas escadas ha 5 que nao param, de ladrar mesmo estando com os donos.

    isso ja eu sei o que posso fazer, (conversar com os donos e tentar que minimizem, o que nao acontece), xixis e cocos na escada é mato, mas veem limpar.

    agora acontece que os cheiros dos mesmo e dos proprios caes torna-se insurportavel, em alguns dias, ( sao todos caes de pelo grande), tambem teem alturas de largar pelo em grandes quantidades.

    temos por isso de abrir varias vezes a porta de entrada do predio, o que provoca insegurança

    há 10 crianças pequenas no predio, ate bebes. pergunto há risco de doenças(pelo e cheiro)

    o que posso dizer aos donos de forma a minorarem esta situação?

    se alguem puder ajudar agradeço

    Duarte Sousa

     

  • #167780 Resposta

    acosta

    a solução é vossa exm:mudar de casa e para a proxima veja se não há animais as pessoas sossegadas tem tendencia em levar com os outros mesmo sem crer chame a policia sempre que ouvir ladrar tire fotos onde os bichanos fazem as nessecidades e se são apanhadas,grave os barulhos,para não dizerem que é mentira arranje testemunhas dos ruidos e boa sorte o estado é que se livrou dos bichanos que parece que dá milhoes para as fundaçoes, mas para os canis de animais é zero espertos , está portugal cheio

  • #167791 Resposta

    Dulce Santana

    Ola, bom dia, boa madrugada pois hoje é sabado, e eu gostaria de dormir mais um.pouco.

    Ora vejam e analizem.o seguinte cenario,

    Eu, so proprietaria, tanto de um cão, como de um apartamento.

    Oo meu cao, nao faz barulho, nem suja, levo o aà rua e apanho os dejetos.

    Neste momento ha o cao de uma vizinha que ha mais de 15 minutos saiu de casa. Na primeira abordagem, referiu

    O cao era da minba mae, mas trouxe o para casa pois a minha mae nao pode cuidar.

    A mea disse me que so trabalhava durante a semana, mas o que é certo é que o pobre animal esta sozinho neste momento a acordar o predio inteiro.

    Nao me parece possivel a ida a um instrutor canini, pois sao, como sabem caros. Sim, sao efetivamente caros.

    Agora digam me la, o que protege o humano que domestica um cao, mas que não ve o seu direito ao descanso cumprido devido à  falta de compreensao, dinheiro, tempo….seja o que for

  • #168082 Resposta

    Joana

    Bom dia,

    Encontro-me de licença de maternidade e tem sido impossível descansar porque o cão da vizinha de cima passa literalmente horas a ganir o que, ainda é pior que ladrar. Fico com dor de cabeça constantemente. Já fiz queixa na administração e nada.  Também já enviei carta a vizinha e nada. Gostaria de saber que medida poderei tomar a seguir. Queixa na PSP?  Da resultado ? O cão gane a noite e de manha. De momento está há 3 horas a ganir sem parar. Obrigada

     

     

  • #168112 Resposta

    Rui

    Uma trolitada na cabeça da velha.

  • #168199 Resposta

    Rui David

    Tudo isto tem a ver com a maneira como as pessoas vivem em sociedade; não tem a ver com os animais mas sim com os donos; um cão a ladrar durante todo o dia, uma aparelhagem de som a tocar durante todo o dia; pessoas a discutir durante todo o dia; crianças que, para brincar, só sabem gritar durante todo o dia; uma vez mais: isto nada tem a ver com direitos dos animais, tem a ver com civismo, ou falta dele, das pessoas.

  • #168241 Resposta

    Ana Pires

    Ola..tenho uma duvida o meu vizinho do lado não deve gostar dos meus dois cães e quando eles ladram (de dia) molha-os e manda-lhes coisas..é proibido certo? eu já chamei a policia e informei do caso, mas pouco resolveu. Onde me posso dirigir para tratar desta situação? os meus caes são tratados como pessoas e não permito que alguém me faça mal aos meus animais

    • #168558 Resposta

      Rui David

      O ideal será sempre estas questões serem resolvidas de modo civilizado, usando de bom senso, entre os vizinhos numa base de boa fé e convivência. Infelizmente nem sempre é possível e as únicas entidades que podem agir nestas circunstâncias são as autoridades policias.

    • #171471 Resposta

      P.Miguel FAria

      Olá, de facto isso não se faz…. mas que coisas lhes atira? Um osso, água para se calam?

      Reveja o comportamento dos cães. Vou apostar que são  barulhentos.

       

  • #168246 Resposta

    Bruno santos

    Isto realmente é preciso ter lata, estes individuos que teem animais barulhentos e ainda reclamam dos vizinhos queixosos como se o queixoso fosse o culpado… isto é simples quem nao tem unhas nao toca viola…. se o dono dos animais nao teem condiçoes de garantir o bem estar da vizinhança nao teem nada que ter animais. é tao simples isto… até uma pessoa com a 4ªclasse entende isto…. é preciso ter muita lata e abusar constantemente da confiança que os vizinhos nao dao para nao entenderem isto… os vizinhos nao teem que levar com os vossos animais… voces sao uma cambada de abusadores que saiem de casa deixam os caes a ladrar o dia inteiro e depois voltam é festinhas e lembidelas e os vizinhos é que teem que levar com os latidos o dia inteiro…. voces uns abusadores com muita lata e é pena q as leis sejam o que sao…. que fique bem claro que aqui ninguem tá contra ou a favor dos animais em questao. mas sim contra esses abusadores que fingem nao perceber as queixas dos vizinhos e ainda se armam em vitimas…

    QUEM NAO TEEM CONDIÇOES DE GARANTIR O BEM ESTAR DA VIZINHANÇA NAO DEVE TER ANIMAIS.

    • #168270 Resposta

      Bruno santos

      Lamento a situaçao Ana Pires, tenho um pouco de conheçimento sobre estas leis de ruido, bem estar, animais pois fui obrigado a ter porque passei por uma situaçao nao diferente a que tantos outros aqui passam, pelo que sei e no meu ponto de vista nao sei te dizer ou quantificar o que é mais proibido, se o cao que ladra o dia todo ou o vizinho que molha o cao… sei que nem uma nem outra coisa está correcta, é uma pescada de rabo na boca, o cao ladra e o vizinho molha. uma coisa é certa, o cao é o unico inocente nessa historia. Tu és a irresponsavel que nao garantes a tranquilidade e bem estar da vizinhança e és obrigada a isso por lei, ninguem é obrigado a ter caes, se os teem teem de cumprir com a lei. ninguem teem que levar com os caes dos outros, tu és uma dona irresponsavel e egoista pois nao respeitas o vizinho… na minha optica o vizinho tambem nao está a agir correctamente pois o cao nao tem culpa nao é ao cao que devia molhar….  a forma correcta do vizinho ter actuado seria falar contigo, expor o problema e ver a tua reacçao, caso se resolvesse a bem optimo problema resolvido, caso nao se resolvesse ele sim devia chamar a policia e nao tu, devia filmar o cao a ladrar, arranjar testemunhas, participar na camera munincipal, e chamar a policia com frequençia e por um processo em tribunal a correr a fins de receber indemenizaçao pelos incomodos causados. é assim que se deve resolver as questoes dos animais, nao se resolve nada a molhar, resolve se a conversar ou nos tribunais, mas é certo que se resolve e sai caro aos donos dos animais.

      espero ter ajudado e que se resolva da melhor forma esse problema.

  • #168295 Resposta

    Pedro Correia

    Olá…

    também estou a receber queixas de um vizinho sobre a minha cadela estar a latir algumas vezes durante o dia. Já vivemos no mesmo apartamento, no rés do chão, com a cadela à mais de 9 anos, onde ela tem um terraço e jardim com cerca de 130m2 para estar durante o dia, sem nunca termos tido qq queixa sobre o ruído. Recentemente esse vizinho, ficou desempregado, passando muita parte do dia em casa, e embora até more noutro bloco afastado do nosso apartamento, está constantemente a queixar-se do barulho do cão. Já passei o dia em casa e o cão não ladra mais de 10 minutos durante o dia. Inclusive já falei com todos os vizinhos do meu bloco que moram mesmo ao lado e dos restantes blocos, sobre o ruído, ao qual responderam que nem ouvem a cadela a latir, e alguns muito raramente.

    Pensei fazer correr uma declaração por todos os vizinhos, a declararem a verdade, sobre que assinam que raramente ou nunca a cadela ladra durante o dia, quer seja de forma ruidosa ou incomodativa, e claro, nunca durante o regime noturno. Se todos assinarem, exceto o vizinho que se queixa, não será uma forma de apurar a verdade? E entrega-la tanto à administração de condomínio como na PSP, ou câmara ou junta municipal onde o animal se encontra registado, com a devida licença e chip de identificação?

    Obrigado

    • #168559 Resposta

      Rui David

      É boa ideia precaver-se com uma declaração dos seus vizinhos. Se houver uma queixa às autoridades policiais, uma das coisas que farão será exactamente contactar os vizinhos para sondar as suas opiniões.

    • #171312 Resposta

      Ana Alves

      Pedro, é natural que estando o dono em casa, o cão não ladre tanto. E os outros vizinhos provavelmente não ouvem ladrar porque estão a trabalhar. Agora quem está em casa é que tem de aguentar com o barulho. Acho piada a postura de santos com que os donos vêm para aaqui falar! Os cãezinhos são uns fofos, muito bem tratados e amados, mas comportam-se como uns diabinhos! Ninguém tem nada contra os animais, mas tb ninguém tem de aturar o barulho, o cheiro ou o lixo dentro do seu prédio. E pior ainda, é que são as vítimas que têm de pagar a advogado para resolver a situação. Só mesmo neste país!

    • #171470 Resposta

      PEdro Faria

      REFER  que se passaram 9 anos. Infelizmente o animal envelheceu e o mais provável é também ter mudado os seus hábitos. Suponho!!

      Desempregado, empregado  ou doméstico é assunto de pouca relevância. Ninguém fica em casa para estar em desassossego.

      Lamento informar mas 10 minutos é de facto muito tempo. E, se estes foram usados em vários momentos (de 10 minutos) ao dia, semana e meses ….. torna-se impossível.

      Sim, faça um levantamento junto dos vizinhos, em inquérito anónimo, claro. Acredito que dessa forma haja maior espaço para a honestidade de resposta.

      Faria.

       

      .

       

  • #169303 Resposta

    Renato

    Venho pedir ajuda para uma situacao que comeca a tornar-se desesperante para mim. Passo a explicar:

    Vivo num prédio, que se encontra virado para uma zona descampada, sem estradas, onde se encontram um conjunto de casas “quintas” e em todas elas existem uma série de caes em cada uma delas. Numa delas sao cerca de 5 cães!

    Acontece que é impossivel estar dentro da minha própria casa, mesmo que de janelas fechadas (janelas duplas e bem isoladas), os cães ladram dia e noite! Quando digo dia e noite é mesmo dia e noite!

    Nao consigo ter nenhum sossego dentro de casa, pois nem as janelas posso deixar abertas para arejar a casa. Os caes ladram insistentemente dia e noite e pior que nao passam sequer pessoas por perto.

    Todo o barulho ecoa para dentro da minha casa e acredito que para as restantes casas do prédio.

    Este prédio também tem cães, e estranhamente nunca os ouvi a ladrar.

    Conclusao, nao tenho nada contra os caes, mas tambem tenho o direito de estar na minha casa descansado, pelo menos de noite descansado a ver televisao e deitar-me na cama sem ter ouvir este incesante e desesperante ladrar de cães.

    Como acredito que os donos nao iriam aceitar bem caso fosse falar com eles, acerca desta situacao, resolvi vir aqui pedir ajuda.

    Ps. estou completamente deseperado para ter que recorrer a este site a pedir ajuda.

     

    Obrigado a que me poder esclarecer se existe alguma Lei para este problema, ou se poderei recorrer a alguma Entidade.

     

    Obrigado

    Renato

     

     

     

     

     

    • #169315 Resposta

      Rui David

      A 1ª coisa a fazer é tentar falar com os donos dos animais ou das casas e, calmamente, expor-lhes a situação; se houver mais vizinhos com o mesmo problema poderão ir juntos ou propor a direcção do condomínio. Se a situação não se resolver desta forma só através duma participação as autoridades policiais, o que é sempre inconveniente e no fim, quem mais perde acabam por ser os animais.

  • #169596 Resposta

    Carlos

    bem tratado ou não o que é certo é que faz barulho e incomoda os outros, ele é vosso é responsabilidade vossa, um cão é uma responsabilidade, não é um brinquedo, é uma questão de o educar/treinar, é simples, se não pode ter então não tem, simples também, se todos tiverem cães assim estamos bem arranjados.

  • #169699 Resposta

    João Morgado

    5 a 6 horas seguidas a latir  ….até nos obrigar a sair de casa.

    Em doidos. Temos dado em Doidos com o constante latir do cão do vizinho.

    Seja durante o dia ou durante a noite o constante, permanente e persistente  “ruído” é proibido (peço confirmação). Para não se falar do que aqui se pode considerar “maus tratos”. O som vem de uma varanda, presume-se que o cão lá esteja preso, viva lá. Varanda pequena, dada a semelhança entre as varandas do prédio.

    Como não se sabe qual o apartamento foi colocado recado no vão de escadas e elevadores. Aguarrrrrrddddaaaa-seeeee para que não se quebre ou ponha em causa os princípios  da boa vizinhança com a chamada das autoridades…..

    É insuportável.

    É insuportável. É insuportável. É insuportável. É insuportável. É insuportável. É insuportável. É insuportável. É insuportável. É insuportável. É insuportávellllll.

    ( ao momento deste desabafo já vão 6 horas SEGUIDAS da criatura que não fica sequer Rouca.)

    Para os que acham e que aqui afirmam não há nada a fazer, dado que é do direito do horário, que é do direito “do animal”; desejo, entre outros mimos,  um bom descanso ao som de cão enervado, inquieto, barulhento, “falador” por um preciso tempo.

    JUÍZO GENTE

    Ter um cão não é sino. O primeiro pode tocar a repique sozinho

    …e quando vocÊs não estão.

    desculpem a partilha,

    att

    vou arejar à rua.

    ps: ( sim gosto, aprecio e respeito toda a fauna)

     

  • #169706 Resposta

    josé

    <span style=”font-size: 120%;”>Eu tenho problemas em descansar, vivo em Casais Castelos e o barulho dos cães de noite é demais, é muito difícil viver aqui… Tenho vivido na Holanda mas sei que na Alemanha, Bélgica é igual, lá não oiço os cães ladrando, porque são todos obrigados a ir à escola, por isso eles lá são educados, porque é que aqui não se faz o mesmo?</span>

  • #169996 Resposta

    Pedro

    Eu sou um amante da natureza, mas principalmente, um apologista ainda mais fervoroso da raça humana.

    Para esses/essas senhores/senhoras que têm um cãozinho a ganir o santo do dia todo e que estragam o descanso da vizinhança:

    • O vosso cãozinho não é um peluche.
    • Requer tanto responsabilidades para com o animal como para com os vizinhos.
    • Se não têm dinheiro para as aulas do animal, por favor não o tenham. Não têm condições.

    Deixem-se de hipocrisias…

    É ridículo ver no que este nosso país se está a tornar…

  • #170041 Resposta

    PA

    Há que entender que certas pessoas odeiam quem protege os animais, como se o desejável para o mundo fosse o oposto… E ainda que a maior parte das pessoas vive de modo disfuncional, entupida de calmantes e a cultivar quezílias. Logo, um animal que faz barulho na casa vizinha é um bom motivo para libertar o veneno que as corrói. Regra geral só lhes parece mal o barulho dos outros e se arranjarem uma hipótese de se intrometerem, vão aproveitá-la logo. Não me surpreende também que tentem inquietar o bicho, porque eu própria passei por uma situação dessas com outro cão, dado ao sossego e à socialização tranquila. Mudei para outro apartamento para fazer obras e, aí, o vizinho de cima saía de propósito à varanda para fazer ruídos, gestos, ameaças que incomodassem o cão. Ia conseguindo, e a seguir vinha queixar-se de barulho (às 10 da manhã). O cão, felizmente, ia obedecendo quando o chamávamos e a situação foi transitória. Depois, são os cães que são pouco educados, malucos ou o que for… Com latidos, coitados, não vão longe na própria defesa.  Nada a fazer, quanto a isso…

    Quanto a soluções, tenho atualmente um cão que faz barulho e tenho também de resolver o problema. Sei que há coleiras anti-latido – uma que dá choque e outra que só emite sons desagradáveis para o cão. Vou experimentar a última, porque não me parece bem utilizar nada agressivo para o animal. Desconheço se são 100% eficazes. Estão à venda na Kiwoko. E há apitos ultra-sónicos e comandos que fazem ruídos que só os cães ouvem e os inibem. Além disso, há treinadores, mas fica caro e exige tempo também.

    É ir tentando soluções e tendo paciência. Quem mais a exige, se o cão se os vizinhos, cada um ajuizará pelo seu caso.

  • #170101 Resposta

    Dina Pereira

    Olá!

    Vivo numa vivenda isolada com jardim, onde o meu cão anda livremente. não é um cão barulhento, mas como qualquer cão ladra. e á noite também quando vê alguma coisa estranha.

    Acontece que um dos meus vizinhos não gosta de ouvir o cão a ladrar, e já fez queixa á GNR. Já fui alertada por esta autoridade duas vezes que se o cão continuar a ladrar á noite vão ter me me aplicar uma multa. Será verdade? Vou ter de prender o animal dentro de casa durante a noite para não ter de pagar uma multa? os outros vizinhos, nenhum se sente incomodado pelo cão, inclusivé um que trabalha de noite e descansa durante o dia.

    POdem-me esclarecer ou ajudar o que posso fazer, e se me pode mesmo ser aplicada uma multa por o cão ladrar durante a noite?

    Obrigada

    Dina

    • #170106 Resposta

      Rui David

      Boa tarde

      Entende-se como período noturno a parte do dia entre as 23h e as 07h e há ainda o período do entardecer entre as 20h e as 23h. Sobretudo estes periodos são especialmente reservados ao descanço, pelo que o ruído, seja ele qual for, deve ser evitado.

      Se as autoridades forem chamadas por uma queixa de ruído e considerarem o ruído existente como alto e contínuo podem, realmente, aplicar uma multa. Se isso acontece, penso que o melhor mesmo é resolver o problema e ele resolve-se principalmente através da educação. Os cães são animais inteligentes e aprendem depressa, inclusive a não ladrarem durante a noite. Há métodos de o fazer e não é através de castigos, nem de coleiras de choques ou outras práticas negativas, mas através de métodos positivos. Se o dono não conseguir sozinho, há treinadores e escolas de educação canina que, hoje em dia, obtêm muito bons resultados.

  • #170296 Resposta

    Ana Afonso

    <p style=”text-align: center;”><span style=”text-decoration: line-through;”>boa noite . Os meus cães são super inteligentes não ladram, falam. Mas os meus vizinhos sim esses ladram bastante e várias vezes ao dia.  Percebo o quanto deve custar o latir humano mas esse é controlável, já as aulas de treino para cães não lhes tiram o “pio” porque é a única maneira que tem de se expressar. Um bem haja a vocês que hoje não tem animais, mas que amanhã vão comprar um cão de peluche para os vossos filhos. Atenção mais uma vez, convem comprarem um cão com o idioma português se não queres que incomodem os vizinhos😀</span></p>

  • #170312 Resposta

    guillard

    Olá você está na necessidade urgente de dinheiro e você não pode ir para o banco para pedir um empréstimo porque as taxas de juros são muito altos e devido a cargas de documentos a serem fornecidos. não se preocupe mais, eu estou disponível para você fazer empréstimos com taxas de juros benéfico para você. por favor, entrei em contato com você, que estão em necessidade. obrigado.
    e-mail: guillardchantal04@gmail.com

  • #170316 Resposta

    guillard001
    Participante

    Olá você está na necessidade urgente de dinheiro e você não pode ir para o banco para pedir um empréstimo porque as taxas de juros são muito altos e devido a cargas de documentos a serem fornecidos. não se preocupe mais, eu estou disponível para você fazer empréstimos com taxas de juros benéfico para você. por favor, entrei em contato com você, que estão em necessidade. obrigado.
    e-mail: guillardchantal04@gmail.com

  • #170344 Resposta

    aadsadads

    É preciso ter lata.

    Têm cães que ladram o dia todo, o que incomoda MUITO e ainda escrevem em sítios como este a queixarem-se das queixas (legitimas) dos vizinhos.

    Sim…queixas de queixas.

    Se têm um cão..que o ensinem/treinem para não ladrar.

    Um cão que ladra o dia todos, todos os dias…e os vizinhos é que são uns malditos que se queixam. Absolutamente surreal. Há pessoas mesmo estúpidas que nem uma porta.

  • #171171 Resposta

    Marco

    boa noite. estou num prédio que tem muitos caes. Temos 1 vizinhos novo que tem 2 caes e passam o dia e noite a ladrar. nunca me tinha acontecido. Sempre morei em prédios e em 3 prédios diferentes nunca houve tantos caes como agora. Aliás, nunca vi tantos cães nos bairros onde morei, tantas vezes. Todos os prédios teem pelo menos 6 a 8 caes. Isto é uma epidemia. Eu nunca tive cães e só agora temos 1 gato. E na rua?? Tens de andar pela estrada, porque pelo passeio andas aos éSSes… É um nojo… e pelo que leio neste forum é mal comum em muitos sitios. Ainda bem que ando a procura de moradia afastada de tudo… agora 1 solução rápida que arrumava logo com a questão… proibir cães nos prédios.. era trigo limpo… Queres ter cães tinhas de ter pelo menos 30m2 dedicados em exclusivo ao cão… Em vivenda ou terrenos ou whatever… Só que este país não tem pessoas com capacidade para aplicar leis destas quando nem a própria justiça funciona. Mal Mal foi ter ficado neste país de nojo… Povo ignorante, sem educação que falam muito mas depois nem votam… Se votassem para mudar esta porcaria. E ainda falam deste povo como se fosse alguma merda de jeito… Há 500 anos foram donos de metade do mundo e depois o normal… falam falam e ficaram reduzidos a um monte de merda à beira mar em que o povo é escrutinado por impostos, trabalha 12 meses para pagar 7 de impostos e mesmo assim ainda se acham um grande povo… Deviam fazer excursões aos paises do norte da europa para compararem os modos de vida… Suiça, luxemburgo, noruega, dinamarca, etc.. E depois ainda acham mal que os jovens se vao embora para fora… eu se não tivesse o meu ganha pão aqui e a minha filha a estudar aqui, já tinha abalado à muito. Foi o que o meu pai sempre me disse. E espero que ela termine a escola para ver se ela sai daqui.. vou logo atrás dela e deixo esta porcaria de país para os patriotas que acham que isto é muito bom… é bom para a reforma mas de estrangeiros reformados… Agora pensa….

  • #171289 Resposta

    Gioconda Carmona

    Moro na Póvoa de Varzim, numa casa há 9 anos. Do lado esquerdo existia um descampado e, a seguir, umas casa velhas onde, em tempos, houve uma loja.Há uns 6 anos instalou-se aqui ao lado um indivíduo que “ocupou” a loja passando a vender legumes e pássaros. Não demorou muito a cultivar umas couves (até aí tudo bem), organizou uns galinheiros(que vende ou abate), trouxe uns cães, a loja tornou-se o ponto de encontro de todos os desocupados da cidade e é essencialmente uma taberna. Ultimamente, isto é um verdadeiro inferno. Há uns 2,5 anos arranjou um “sócio” que encheu isto de porcos, cabras, ovelhas, patos, perús, cada vez mais galinhas e até uma avestruz, e vários cães. Cada vez mais farta deste barulho, cheiro, moscas, homens bêbedos e a urinarem por entre os carros, fiz uma denúncia à Câmara. Acrescento que o tipo, que não mora aqui, foi funcionário da câmara (águas), está reformado e candidatou-se à junta de freguesia nas últimas eleições (feliz/ não ganhou).A Câmara não resolveu nada, o veterinário desprezou todas as nossas queixas não tendo encontrado nada de ilegal (“ele diz que é para consumo próprio”) e, nas várias visitas feitas ao local, trataram-se de forma demasiado amistosa para o meu gosto. Através duma publicação no facebook, onde coloquei filmes das pocilgas e dos outros animais, percebeu que poderia ter problemas e tirou a maioria dos porcos. Mais tarde, fiz queixas para a ASAE, BRIPA, DGAV, Delegação de saúde e os únicos que fizeram uma fiscalização como deve ser foram a BRIPA/PSP que fotografaram tudo e estiveram aí uma manhã. O tipo fez-se de vítima, como é possível isto incomodar, etc, etc. A verdade é que, limitou-se a retirar alguns animais, entretanto já trouxe alguns novamente e continua a mesma porcaria. A taberna tem uma licença antiga que não está em nome dele, mas funciona há pelo menos 6 anos, sem pagar impostos ou licenças. Os cães ladram durante todo o dia, sempre que o tratador dos animais vem alimentá-los, ficam a ganir e a ladrar durante mais de uma hora; quando aparece algum cliente para escolher um galináceo, os cães ficam altamente excitados e ladram estupidamente, Quando o tipo fazia, aqui ao lado, a matança de vários porcos, eram os guinchos dos porcos e os cães a ladrar várias horas.Depois das minhas queixas deixou de o fazer e estou arrependida de não ter chamado a polícia nessas altura.
    Se o barulho fosse apenas durante o dia, ainda era tolerável. O problema é que os cães, permanentemente acorrentados, também ladram durante a noite, a qualquer hora. Em novembro, acabei por chamar a PSP e(tive sorte) o cão ladrou quando os agentes aqui estiveram.Contudo, dado o tipo não viver aqui(por volta das 19 h fecha a taberna e vai para casa, noutra zona da cidade), só falaram com ele mais tarde;pelo que me apercebi, nem sequer tinha licenças dos cães, nem vacinas. Foi obrigado a fazer isso pelos 3 cães que tem atual/ (chegou a ter 6). Só consegui ter o auto da participação há pouco tempo (não posso ter acesso às declarações do indivíduo) e lê-se no auto que o tipo foi informado que o cão nos incomodava.
    É uma situação surreal e não sei mais que fazer. Infelizmente ouve-se falar mais nos direitos dos animais e nada sobre os direitos das pessoas ao descanso e silêncio.

  • #171297 Resposta

    Rocha

    Boa noite, hoje (10/01/2018) recebi uma visita da polícia municipal de Lisboa por causa de uma queixa dada em Outubro de 2017 por causa do meu cão que é um yorkie de 6 kg. Ele não late quando estamos em casa, e também não late quando estamos fora de casa porque possuo câmeras com sensores de ruído, e vou controlando o apartamento durante as horas que não estamos presentes. As únicas vezes que late é se alguém tocar a campainha ou se estiver alguém junto a porta do apartamento, que após uns segundos para logo. Contudo, não recebemos reclamações por parte dos queixosos, nem por parte da admnistração do condomínio nem uma única vez, seja por carta ou mesmo presencialmente. Pensei em fazer uma recolha de declarações pelos condóminos, mas por ainda não saber quem fez a denúncia fiquei relutante. Vou dirigir-me a admnistração do condomínio e perguntar se foi feita uma reclamação e parto daí. Sendo assim e não concordando com a queixa apresentada, como devo contestar tal queixa em caso de coimas?! Não aceito pagar, onde devo contestar, como o devo fazer? Quero exigir provas, o posso fazer? Como devo agir? Obrigado.

    • #171302 Resposta

      Rui David

      Normalmente as provas devem ser apresentadas pela acusação; de qualquer modo, não é má ideia adiantar-se e por sua iniciativa falar com o máximo de vizinhos, para saber se tem alguma queixa e se estão dispostos a declarar a sua posição. As autoridades o que deverão fazer, de resto é isso mesmo; além de verificarem por si podem falar com alguns vizinhos. Manter a calma se eles lá forem a casa até porque se o cão sentir muita ansiedade pode ladrar mais do que o normal, o que não abona muito. Ter a mão toda a documentação do cão, boletim de vacinas, registo na junta de freguesia, documento do chip e respectivo registo na base de dados nacional de chips.

    • #171469 Resposta

      PEdro Faria

      Sr/aROCHA – Tendo por base o bom senso, não acredito que tenha havido uma queixa sem razões SUFICIENTES. A falta de SUFICIêNCIA no assunto/queixa não faria nenhuma autoridade se deslocar a sua casa.

      Lamento! Verifique se as câmaras estão de facto com o sensor, que aqui refere, a funcionar.

  • #171537 Resposta

    Sofia Roquette

    Dica: deixar uma peça de roupa com o seu cheiro na cama do animal quando sair de casa. Ele sentir-se-á mais seguro.

    A legislação atual não permite que o senhorio não aceite animais. Desde que não mais de 4 por apartamento.

  • #167941 Resposta

    paulo jorge

    boa noite acho graca a sra estar a pedir ajuda entao para si a missao de uma cao é ladrar…ok entao eu por exemplo tenho um trabalho k exige muito de mim e ja para nem falar dos dias de smana ao fim de semana tenho que ouvir um cao enorme tipo pastor alemao/rafeiro a 2 metros do meu quarto onde supostamente a missao de um quarto é…..dar sossego …mas como a missao dos caes é ladrar penso que o seu ponto de vista é que esta certo!!eu adoro animais mas como sei que se tivesse um cao daquele tamanho num predio antigo ia ter que o dar quando crescesse coisa que ja tive de fazer em miudo ,tive uma cadela que se fez enorme e tive de a dar a alguem que tivesse condicoes para ela ser mais feliz…o que chamar a uma pessoa que nao tem espaço para um cao enorme nao o leva a passear e deixa-o acorrentado ao ponto de quem sofre é o cao que esta constantemente a latir e a ladrar sempre que houve a porta da escada…ora eu tenho gato…porque axo que se tem animais para lhes dar uma vida de conforto ,carinho,amor…nao para os acorrentar e por-lhes comer e ja ta..estas pessoas que sao meus vizinhos deviam estar elas acorrentadas o dia todo a ver se gostavam

Resposta a: CÃO A LADRAR NO PRÉDIO-QUEIXAS NA PSP E POLICIA MUNICIPAL
A sua informação





<a href="" title="" rel="" target=""> <blockquote cite=""> <code> <pre> <em> <strong> <del datetime=""> <ul> <ol start=""> <li> <img src="" border="" alt="" height="" width="">