• Autor
    Artigos
  • #171285 Resposta

    Patricia

    Bom dia,

    Gostaria de colocar uma questão que sinceramente me tem dado preocupações diárias, cada vez que passeio o meu melhor amigo. Tenho um cão de porte médio (16kg), rafeiro com 1 ano. Moro num prédio grande em que a vizinha do andar de baixo tem um cão de porte pequeno, um yorkshire terrier. No espaço de uma semana, o cão da minha vizinha que o deixa andar solto pelo prédio (deixa a porta aberta de casa para falar com vizinhos, vai à garagem com o cão solto…) atacou o meu duas vezes, sendo que o meu estava sempre de trela e atacou-me a mim na mão, tendo eu de ir ao hospital e tomar antibiótico e o meu cão de ir ao veterinário visto que ficou com uma ferida bastante grande no rabo.
    O meu cão não se defende do cão da vizinha, só late e senta-se a chorar apesar de ser 3 vezes maior que o outro. Cada vez que saio da porta da minha casa tenho medo de encontrar a senhora e o cão porque das 2 vezes que isto aconteceu a senhora que já tem uma certa idade não fez nada e diz que não consegue agarrar o cão e que não paga despesas de veterinário do meu cão porque o ataque foi cão contra cão…
    Não sei o que fazer, se hei de apresentar queixa à policia, sendo que todos os ataques foram dentro do prédio e não na rua?? De qualquer dos modos o prédio é um espaço comum, sendo que os cães também têm de ter trela, certo?

    Agradecia que me ajudassem e me aconselhassem nesta situação que me anda a deixar bastante angustiada.
    Obrigada

  • #171288 Resposta

    ruidavid
    Administrador

    A partir do momento em que deixa a sua propriedade privada, os cães devem, por lei, andar com trela e é dever do seu dono assegurar-se que ele não ataca pessoas ou animais nem causa estragos. Isto aplica-se também nas zonas comuns de um prédio, como são corredores, escadas ou átrios. Os estragos que o cão possa causar são da responsabilidade do seu dono.. Neste caso, é dever do dono responsabilizar-se das despesas médicas e veterinárias resultantes dos ataques. Se a dona se recusar a acatar as suas responsabilidades poderá fazer uma queixa nas autoridades policiais da localidade. É de lembrar a dona do animal que, se for formalizada uma queixa e ela for considerada culpada, terá de pagar não só as custas dos actos médicos e veterinários como multas pecuniárias por trazer o seu animal sem trela e por este ter atacado pessoas e animais. Além disso o animal terá que fazer um período de tempo de quarentena para ser visto pelo veterinário municipal (se a quarentena tiver que ser feita no canil municipal as custas terão de ser pagas pelo dono do animal) e o animal será, a partir desse momento, considerado animal perigoso, com tudo o que isso acarreta (registo na junta mais caro, trela de comprimento máximo de 1m, obrigação de seguro de responsabilidade civil, obrigação de aulas de comportamento e obediência animal).

Resposta a: Cão que ataca o meu cão dentro do prédio
A sua informação





<a href="" title="" rel="" target=""> <blockquote cite=""> <code> <pre> <em> <strong> <del datetime=""> <ul> <ol start=""> <li> <img src="" border="" alt="" height="" width="">