Liga Portuguesa dos Direitos do Animal

– A Liga Portuguesa dos Direitos do Animal (LPDA) é uma Associação de Utilidade Pública, sem fins lucrativos, de Âmbito Nacional, fundada em 1981.

– A LPDA é associada da World Society for the Prevention of Cruelty to Animals (RSPCA).

– Está registada na Agência Portuguesa do Ambiente com o n.º 22N, é sócia fundadora da Federação Portuguesa das Associações do Ambiente e filiada em várias organizações para o bem estar animal.

APELO A TODOS OS AMIGOS DOS ANIMAIS E A TODOS AQUELES QUE POSSAM COLABORAR

Em casos de catástrofe o povo português é solidário e responde  prontamente e com generosidade aos apelos que lhes lançam, são solidários com os que sofrem, com os que necessitam ser ajudados.

Milhares de pessoas encontram-se hospitalizadas e em isolamento; muitas foram obrigadas a deixarem os seus animais de companhia, entregues à sua sorte, sem ter quem deles cuide. Precisamos de FATs, de  hotéis para animais, de hospitais veterinários,  que recebam temporariamente cães, gatos, animais exóticos, até que o seu cuidador esteja curado e possa voltar a  receber o seu animal, o seu companheiro.

Muitos felídeos de colónias de rua são tratados por pessoas idosas que agora obrigatoriamente  se encontram confinadas em casa, como prevenção. Precisam-se voluntários para ajudar a manter os animais dessas colónias alimentados e em consequência saudáveis.

Vamos ajudar estas pessoas,  cuidando do seu amigo, do seu companheiro; trata-se de um dever cívico e humanitário.

 Cuidados e dicas para os tutores de animais de companhia

O que fazemos

  • Aconselhamento Jurídico

    Aconselhamento Jurídico personalizado para sócios.

  • Acções no Terreno

    Intervenção em situações de queixas em sintonia com a PSP e GNR.

Actividade nos Fóruns

Lista de Fóruns

A LPDA precisa de voluntários que dominem línguas faladas e escritas (inglês essencial) para tradução de textos e conferências na parte animal e ambiental. Devem ser preferencialmente da área metropolitana de Lisboa para facilitar as comunicações e futuras organizações de acções.

A legislação portuguesa estabelece que “os animais são seres vivos dotados de sensibilidade e objeto de proteção jurídica em virtude da sua natureza”. Desde 2015 que os maus tratos e o abandono animal animais são considerados um crime à luz da lei penal portuguesa. Neste artigo abordamos o que a lei estabelece quanto a maus tratos a animais de companhia e ao abandono destes.

O pequeno Zeus continua, para grande alegria nossa, a apresentar melhoras de saúde. As feridas estão fechadas; fizeram uma citologia, só para saber se tem bactérias na ferida na nuca .e poder então iniciar o processo de vacinação. Depois disso estará pronto para a sua nova aventura: brincar com outros cães.

Mesmo nesta altura tão conturbada, o IZQC e os seus patudos puderam contaram com o precioso apoio do Dr. Caesar DePaço Dra. Deanna DePaço ❤ Um Donativo carregado de Amor !!! Um grande bem-haja!!!

Ao fazer a sua declaração de IRS pode consignar 0,5% a LPDA. Sem quaisquer custos para si, é mais uma maneira de apoiar a associação no seu trabalho em prol dos animais e da natureza. A LPDA e os nossos amigos de  4 patas (e não só) agradecem.

Em entrevista dada dia 12 Abril à estação televisiva France24, a cientista de 86 anos, Jane Goodall, explicou que, sem os seus habitats naturais, os animais irão ver-se cada vez mais forçados a aproximar-se das populações, o que, por sua vez, tornará mais provável este tipo de surtos.“Foi o nosso desprezo pela natureza e o nosso desrespeito pelos animais com quem deveríamos partilhar o planeta que causou esta pandemia, que foi prevista há tanto tempo”, disse. 

Após as autoridades chineses terem proibido a venda e o consumo de animais selvagens como forma de melhorar a segurança alimentar, Shenzhen decidiu alargar a medida aos cães e gatos.

Mais notícias sobre Animais e Ambiente

CÃES para adoção responsável

(Venha conhece-los no ABRIGO DO IZQC)