#163609 Resposta

ruidavid
Administrador

As queixas associadas ao ruído provocado pelos animais, nomeadamente animais domésticos em prédios de habitação, têm, sobretudo, duas causas:

a) Há pessoas que não gostam de animais, ou não gostam da ideia de outras pessoas terem animais e ao mínimo ruído queixam-se de lhe perturbarem o sossego. Temos que perceber,e essas pessoas também, que quando vivemos em sociedade, principalmente quando vivemos numa cidade, estamos num ambiente em que coabitamos com outras pessoas, muitas vezes com hábitos diferentes dos nossos e logo não podemos exigir que tudo à nossa volta se passe exactamente como desejamos.

b) No entanto, mesmo numa cidade, temos direito ao sossego e há, por vezes vizinhos que, ou não se preocupam minimamente com os outros, ou não conseguem gerir uma situação que os ultrapassa. São regras básicas de civismo, nem sempre fáceis de acordo comum. Quando um animal passa o dia e até a noite a ladrar, é um sinal de que não está bem; isso acontece, muitas vezes devido ao chamado síndrome do abandono, em que o animal se vê sozinho e não consegue ultrapassar o stress criado; muitas vezes os donos do animal querem resolver essa situação, até para o bem do seu animal, mas não sabem como o fazer. É nestas circunstâncias que o treino ou educação canina pode ajudar. Naturalmente cada caso é um caso e isto são concelhos gerais, tendo como referência um tópico e não uma situação perfeitamente definida.