#168582 Resposta

Rui David

Antes de mais é preciso identificar o que realmente está em causa. Maus tratos a animais é uma coisa e barulho nocturno é outra (apesar de poderem estar relacionados, mas não necessariamente).

É uma das obrigações dos donos de um animal providenciarem um espaço onde este possa estar protegido dos elementos, nomeadamente do frio, calor ou chuva. Mas é preciso saber ao certo se o animal não tem qualquer refúgio ou se não tem acesso ao interior da casa. Se assim for, deve contactar-se o departamento animal da PSP (PSP-Defesa Animal).

No caso de se tratar de ruído nocturno, o melhor é sempre começar por conversar calmamente com os donos, sensibilizando-os para os incómodos dos vizinhos; podem inclusive falar com outros vizinhos para saber as suas opiniões. Identificar o andar certo não será, com certeza, um impedimento de maior e muitas vezes é preferível resolver estas situações de modo civilizado, entre vizinhos, numa base de boa fé, antes de “meter” as autoridades policiais (ao caso a Polícia Municipal) ao “barulho”.