#168653 Resposta

Rui David

Infelizmente continua a não existir em Portugal clínicas ou hospitais veterinários públicos para atender a este tipo de situações. Mesmo os gabinetes médico-veterinários municipais funcionam, nestas situações, consoante a sensibilidade de quem lá trabalha. Na realidade, para estes animais, resta a sensibilidade e boa vontade de todos nós. O que fazer? Não deixar de contactar as autoridades policiais da zona e o gabinete médico-veterinário municipal. Contactar também uma associação de defesa animal da zona para saber, por um lado, qual a atitude habitual do veterinário municipal, e saber se existe, perto, alguma clínica veterinária de custos controlados que costume ajudar nestas situações.

A médio-longo prazo, lutar pela criação de unidades veterinárias públicas, através de petições e no envolvimento em propostas já iniciadas por várias associações de defesa animal.