#170817 Resposta

David

Boa tarde, vivo em um prédio no 4º andar, e encontro-me numa situação semelhante. Tenho uma cadela de raça labrador que fez hoje dois meses de idade, trouxe-a para o prédio no passado dia 12, e como devem calcular nos primeiros dias nem eu consegui dormir porque tive de restringir a cadela a uma só parte da casa durante a noite ( sala e varanda ), e a cadela ganiu e ladrou, por estar sozinha, algumas vezes até eu intervir. Decidi deixa-la nessa zona pois por enquanto ela tem necessidade frequente de fazer as suas necessidades fisiológicas, e fá-lo em qualquer sitio porque ainda não aprendeu a fazer numa caixa apropriada para tal, que está na varanda. Contudo durante o dia eu vou trabalhar e a cadela fica mais uma vez sozinha, e para evitar ela destruir tudo, por eu não estar presente, eu costumo deixa-la só na varanda. É bastante possível que nos primeiros dias ela tenha feito muito barulho (ganir e ladrar), mas com o tempo pareceu estar a habituar-se, e a reduzir o tom, até mesmo quando a deixo na sala de noite, ela já percebe que vou dormir e não ladra, pode só ganir baixinho durante um bocado, porem pode ladrar de manhã. Felizmente acho que já começou a perceber que o sitio das necessidades é lá fora, mesmo que o faça fora da caixa :) No entanto, e mesmo estando fora este dois dias, e deixando a cadela com um amigo, quando chego hoje a casa, tenho uma notificação no correio. Já liguei, e não me sabem dizer ao certo o que se vai passar, mas que era relacionado com um canídeo e ruído. hora eu decidi informar-me e já percebi que posso ser multado se a situação se mantiver apos ser avisado, e que se foi notificado via correio, foi uma situação no horário diurno.

Gostaria que me deixassem a sua opinião, se tenho que mudar alguma coisa para que a cadela deixe de ladrar, ou se deva deixa-la destruir a casa só para ela não ficar tão triste.

Gostaria também de saber se o acusador é obrigado a identificar-se e se eu tenho o direito de saber quem fez a acusação.