#171339 Resposta

Madalena Judice Pargana

Bom dia! Vivo num prédio com 3 apartamentos apenas e num dos quais o filho da minha senhoria vive. Na altura qd arrendei o apto tinha apenas um dálmata. Não levantou problemas na questão do arrendamento. Houve queixas sim dos outros vizinhos mas isso resolveu-se. O filho da senhoria tb tem cães um dele é outro do companheiro ( labradores) Entretanto eu arranjei um labrador. Ele não achou piada pela minha questão financeira pk de resto não me disse nada. Ele próprio se disponibilizou várias vezes para ir passear o cão. Uno final do ano passado já com o labrador a fazer quase 2 anos começou a implicar a dizer que não era permitido ter tantos cães num apartamento T2  e que não admitia cães mal educados no prédio. Os meus cães andam sempre com trela seja no prédio seja na rua ao contrário dos dele. Só o meu dálmata ladra durante o dia qd há barulho nas escadas. Têm as vacinas, registo, chip é seguro de responsabilidade civil em dia não sujam as áreas comuns e caso aconteça limpo logo e mesmo em casa aspiro todos os dias. Não compreendo a atitude. Agora a minha pergunta é: no contrato não há referência nenhuma a animais a senhoria agora ou qd ela quiser implicar com os cães e eu não poder ter os meus meninos. É que nesta altura nem os vizinhos se queixam só mesmo o filho da senhoria que faz o papel de senhorio.

?