#172656 Resposta

Rui David

Um médico, seja de pessoas ou de animais, NUNCA deve (nunca pode?) matar um paciente por causa de uma perna partida; a eutanásia só deve ser aplicada quando em estrito último caso. O dono de um animal NUNCA deve permitir a morte do seu animal por causa de uma perna partida, mesmo estando com dores. A questão do dinheiro nestas situações nunca pode ser determinante. Todos nós fazemos coisas de que nos arrependemos. Se é o caso, o que aconselho, visto o mal estar feito, é partilhar a sua história, aconselhando as pessoas a que, em situações semelhantes, pensem muito bem antes de tomar uma decisão irreversível, procurem ajuda junto de amigos, conhecidos, redes sociais, associações de defesa animal, façam tudo o que for possível para salvar uma vida.