• Autor
    Artigos
  • #32434 Resposta

    Silvia Mira

    Bom dia;
    Queria saber se posso fazer abrigos de madeira ou outros materiais em locais que aparentemente não têm “dono”, uma vez que não estão vedados?
    Pergunto isto, porque há uma situação de um cão abandonado em S. Marcos. Há vários, mas este anda sozinho. Contactei a APCA mas não têm espaço para o abrigarem. Vejo este cão vários dias, não consecutivos e depende das horas, mas está perto de uma zona de mato, que penso seja o local onde se abriga, como não se deixa apanhar, pois ao dar-lhe comida ele fugiu, pensei em criar um abrigo (já que as associações estão cheias), onde pudesse dar-lhe algum conforto, mas não sei se o posso fazer.
    Agradeço uma resposta da vossa parte e pedir também que ajudem a dar uma solução para este animal.
    Atentamente

    Silvia Mira

  • #66544 Resposta

    LPDA

    Deverá contactar o Canil Municipal de Sintra, que fica mesmo ao lado da Polícia Municipal, e falar directamente com a médica veterinária, pois só ela, perante análise do local, poderá ou não dar autorização para a construção do abrigo. Isto porque, os animais que circulem na via pública sem serem acompanhados dos donos são considerados animais abandonados e cabe ao Centro de Recuperação de Animais Abandonados das Câmaras proceder à sua recolha.
    Cumprimentos,

  • #162308 Resposta

    Margarida

    Tenho uma questão a fazer.
    Moro em Rio Maior e todos os dias vejo muitos cães e gatos abandonados perto de uma escola. Vejo também muitos jovens a tratarem mal esses animais, atirando-lhes pedras, entre muitos outros objetos. Queria saber o que posso fazer para que venham buscar estes animais.

    • #162398 Resposta

      ruidavid
      Administrador

      Cara Margarida

      Em relação aos maus tratos aos animais, penso que poderia fazer 3 coisas: 1º, contactar a direcção da escola e chamar à atenção para a situação, de modo a tentarem, por um lado sensibilizar os jovens para o sofrimento dos animais, por outro procurarem soluções para evitar que a situação continue. 2º, pode, como a Ana Verde disse, contactar a PSP/GNR local e/ou o SEPNA (Serviço de protecção à Natureza e Ambiente), que é um departamento da GNR responsável por investigar e solucionar questões relacionadas com maus tratos a animais: os contactos são: tel: 808.200.520; E-mail: [email protected]; 3º, dar conhecimento da situação às associações de defesa dos animais locais, pois podem ter conhecimento de outras situações no mesmo local e mais força dará a uma denúncia.

  • #162395 Resposta

    Ana Verde

    Li agora mesmo a pergunta da Margarida sendo inacreditavel que a LPDA ainda não responde-se. Eu pensava que a LPDA se interessava pelo que aconteçe ao animais, Quanto a mim, isto é vergonhoso. Uma associação a ignorar uma coisa destas. Se não for uma pessoa a pôr mais a obra.

    por isso, eu perfiro ajudar os animais pessoalmente, usar o dinheiro que seriam doativos para organizações e mandár estrelizar gatos de rua. Tento arranjár lar para as gatitas e dolhes de comer, mas a minha prioridade na verdade e estrelização. Assim sei que o meu dinheiro está a ser usada para a minha propria causa.

    Margarida, com respeito a sua pergunta, contacte a policia, pois é contra a lei maltratar animais, sejam os donos a fazelos ou estranhos. Não podemos ignorar, pois ignorar é cumplicitar.

    • #162400 Resposta

      ruidavid
      Administrador

      Em resposta a Ana Verde, a demora na resposta não se deve ao facto da situação ser ou não uma prioridade para a LPDA; deve-se, sim, ao sensível equilíbrio que existe entre a capacidade humana da LPDA e os meios disponíveis, ao número de situações a que temos que dar resposta, umas mais complexas que outras, o que faz com que, muitas vezes, a resposta não seja tão célere como nós próprios gostaríamos.

  • #166934 Resposta

    Nunes

    Boa tarde;

    O meu cão foi atropelado na via publica depois de se ter escapado do meu canil e abandonado na via publica pelo suposto condutor que não parou depois de o fazer, regressou 1 hora e meia depois porque chegou a casa e viu que tinhas alguns estragos na viatura ficado eu sem saber se era o mesmo condutor ou viatura.

    Que posso fazer ou devo.

    Obrigado

    Cumprimentos

    António Nunes

     

  • #167972 Resposta

    DEIDIVANY FROIS

    BOA NOITE.GOSTAVA DE SABER SE POSSO DEIXAR UMA CADELA COM VCS ATE JANEIRO.POIS A DONA TEVE Q IR EM FRANCA E DEIXOU COMIGO,SO QUE O SINDICO PEDIU Q A TIRASSE POIS NAO POSSO TER-LA COMIGO E DENTRO DE CASA NAO POSSO PO-LA POIS ELE E ALERGICO.DESDE JA AGRADECO E ESPERO RESPOSTA

     

  • #170542 Resposta

    Andreia Manuela Monteiro Santos Alves

    Boa noite,

    Meu nome é Andreia, à cerca de 3 meses a traz, encontrei uma cachorrinha que estava no meio da minha faixa de rodagem, com medo que fosse atropelada recolhia.

    Eu não sei se foi abandonada, ou se fugiu, pois quando a recolhi ela estava em muito bom estado geral. Já fui a associações protectoras dos animais, já fui ao canil, já fui ao veterinário, para saber se tinha chip (não tem), já coloquei nas redes sociais a foto da bichinha, já fiz folhetos e ainda não consegui resolver o problema. Ela agora deve ter cerca de 9 meses, é uma cachorra de porte médio/grande, não tenho condições para ter um animal com estas características, peço ajuda para a resolução deste problema, pois já estou a desesperar.

    Grata pela atenção despendida,  aguardo ansiosamente uma resposta

    Cumprimentos

  • #170543 Resposta

    Rui David

    Infelizmente continua a haver muitos animais abandonados e poucos recursos para os ajudar, o que significa, geralmente, abrigos completamente lotados, sejam municipais ou de associações. A melhor solução continua a ser a divulgação de um apelo à adopção, entre família, amigos, conhecidos, vizinhos, locais públicos e associações de defesa animal, sobretudo da zona. O apelo deve ter, sempre que possível,  uma ou 2 fotos bem  atractivas , características físicas (raça, idade, porte, cor, se está vacinada, desparasitada, esterilizada), características comportamentais (calma, activa, brincalhona, se se dá bem com pessoas, crianças, outros animais), localidade onde se encontra, contacto telefónico e outras observações que possam cativar quem lo o apelo.

  • #170565 Resposta

    Andreia Manuela Monteiro Santos Alves

    Infelizmente Sr. Rui David, a sua resposta não foi de grande ajuda, pois tudo o que o Sr. disse eu já fiz.

    Ainda assim obrigada pela resposta e pelo tempo dispendido

Resposta a: Abrigo animais abandonados
A sua informação





<a href="" title="" rel="" target=""> <blockquote cite=""> <code> <pre> <em> <strong> <del datetime=""> <ul> <ol start=""> <li> <img src="" border="" alt="" height="" width="">