• Autor
    Artigos
  • #166325 Resposta

    cristina freire

    Olá, existe uma situação de um cão que se encontra preso junto a uma casa, acorrentado a uma trela mínima de 1 metro. Este cão encontra-se nestas condições há muito tempo, segundo me foi dito. O cão é mal alimentado,encontra-se permanentemente ali preso, sem <u>nunca</u> ser solto para ser levado a passear. Um animal não é um objecto! Os animais já vão adquirindo estatuto de seres vivos que têm sentimentos, têm dignidade só por existirem. O ser vivo nasce livre,não pode viver acorrentado,estando às imtempéries do tempo,sem espaço para se mexer. Fiz entretanto queixa ao Sepna e hoje resolvi voltar ao local para saber em que situação ficou. O animal continua exactamente como  estava, amarrado á corrente quase que nem se pode mexer! ainda por cima o “dono” viu-me e mostrou-se agressivo , começou a gritar comigo como se ainda tivesse razão ! perguntou-me logo o meu nome, e que tinha sido eu a fazer a denuncia á policia. Ora, eu fiquei bastante admirada, pois pensei que as denuncias eram anonimas e que as autoridades não revelavam o nome da pessoa que denuncia a situação (neste caso ao dono do cão). Fiquei muito triste, pois parece que após a  visita das autoridades tudo continua igual. Não sei se foi aplicada alguma medida, o certo é que tudo se encontra na mesma.Esse animal nunca é solto e comida nunca lá vi, embora o dono tenha tido o descaramento de me gritar na cara que o cão está Gordo!! quando está magríssimo! Não tendo poderes para fazer mais nada, senão denunciar, só me resta apelar á sensibilidade de quem pode actuar, pois um animal sente frio, sente fome e tem sentimentos como as pessoas (ou mais até). Digo sinceramente, para ver o animal a viver naquelas condições preferia vê-lo morto ou num canil. É muito triste como os animais continuam a não ter direito a uma vida digna neste pais. <span style=”text-decoration: underline;”>Existe forma de ajudar este cãozinho</span> ?Agradeço imenso a atenção que me dispensaram,

    Cristina

  • #166326 Resposta

    rui david

    Infelizmente esta maneira de tratar os animais continua, à vista de todos, como se de coisa normal se tratasse;

    É um seu direito contactar novamente o SEPNA para que lhe digam que medidas foram tomadas; se a situação se mantiver, insista; se houver mais pessoas,amigos, vizinhos, que também se sintam revoltados com a situação, assinem nova queixa, todos juntos!

    As autoridades não costumam divulgar a identidade de quem fez a queixa; pode ter sido apenas o dono do cão a pôr-se a adivinhar.

Resposta a: Cão acorrentado – Corroios Seixal
A sua informação





<a href="" title="" rel="" target=""> <blockquote cite=""> <code> <pre> <em> <strong> <del datetime=""> <ul> <ol start=""> <li> <img src="" border="" alt="" height="" width="">