• Autor
    Artigos
  • #163892 Resposta

    Sofia

    A lei determina que, “quem, sem motivo legítimo, infligir dor, sofrimento ou quaisquer outros maus-tratos físicos a um animal de companhia é punido com pena de prisão até um ano ou com pena de multa até 120 dias

    Exmos Sr.s.,

    Venho por este meio, pedir ajuda e exclarecimento sobre como proceder relativamente a um caso sobre o qual infelizmente me deparo.
    Toda a minha vida tive animais de companhia, e nunca tive qualquer problema até á data, e é precisamente por isso, e por ser uma situação tão surreal que vos peço ajuda, para saber o que fazer e poder agir DENTRO DA LEI acima de tudo, caso seja necessário.

    Nascida e criada na mesma casa á 35 anos, sempre com boas relações com toda a vizinhança da aldeia e aldeias próximas, vi esta situação mudar á 7 anos quando os meus ex vizinhos INFELIZMENTE venderam a casa e foram morar para a cidade.
    Imediatamente logo após a chegada dos novos donos da casa, começaram os problemas, todos relacionados com um poço meeiro, e paredes e muros de ambas as propriedades.
    Começaram os processos em tribunal, queixas na GNR por crimes de dano, por invasão de privacidade com camaras apontadas ao meu jardim, provocações com a água do poço que é meeiro, etc etc etc. Um verdadeiro calvário provocado pela senhora, que se intitula ela propria de dona de casa.

    Passados 7 anos, decisões tomadas pelo tribunal, felizmente a nosso favor, começaram as vinganças em quem não se pode defender que são as minhas 4 gatas, castradas, desparasitadas, tratadas como deve de ser. Curioso é, até sair decisão de tribunal, nada lhes aconteceu.

    Toda a gente sabe que os gatos adoram subir muros e telhados e que é quase impossivel impedi-los de o fazer, basta abrir uma porta ou janela e eles correm para o jardim.
    Como referi, assim que saiu a decisão do tribunal a nosso favor as minhas gatas começaram a ser escorraçadas do jardim desses individuos á vassourada juntamente com comentários do genero:” Ides deixar de vir para este lado a bem ou a mal!”. Uma vez que não surtiu efeito, foram colocados 2 tijolos em cima do muro, exatamente na zona onde as gatas sobem. Tijolos soltos!
    Imaginem o que acontece se tentarmos subir um muro e agarrarmos uma pedra solta? Exato! Agarramos em falso, caimos para traz e levamos com a pedra em cima.
    Infelizmente para essa senhora, 1 dos tijolos caiu para o meu jardim. Tudo foi registado em fotografia e video. O outro tijolo manteve-se em cima do muro. A armadilha de nada serviu, pois as gatas continuam a subir e descer.

    Esta manha, estava a preparar-me para ir trabalhar quando noto algo de estranho com uma das gatas, lambia-se muito nas patas e por onde passava deixava marcas no chão.
    Larguei o que estava a fazer, pois tinha aquele pressentimento de quem vai encontrar mais uma maldade e fui inspecionar tudo. Foi então que vi as 4 gatas com as patas e pelo repleto de uma substancia pegajosa. As carpetes, sofas, assentos de cadeiras, a casa cheia desta substancia pegajosa.
    Diriji-me ao jardim e vejo o segundo tijolo caido no chão, em cima da relva, cheio de COLA PARA MATAR RATOS. Peguei numa escada, subi e deparo-me com o muro completamente impreguenado de cola para ratos.

    Não sei o que está previsto na lei, se numa situação destas e sendo o muro em questão dessa senhora, poderei considerar a sua atitude como maus tratos a animais? A pessoa em questão, nestes 7 anos de processos em tribunal, foi condenada por um crime de dano e foi avisada pela juiza para se comportar decentemente, nos deixar em paz, o que NUNCA aconteceu. Se a ultima implicância não surte o efeito que deseja, inventa uma nova para nos incomodar.
    Considero esta atitude um exemplo de maus tratos, uma atitude pensada, com o objetivo claro de atingir os meus animais e obviamente a mim e á minha família. O que posso ou devo fazer para protejer a integridade dos meus animais de companhia?
    Estou preocupadissima porque temo que algo mais grave aconteça mais cedo ou mais tarde.

  • #163897 Resposta

    Sofia
    Participante

    Esta situação vai ser denunciada na GNR e PSP locais uma vez que o que foi feito, foi feito intencionalmente.
    Neste momento temos a casa num estado lastimável. Temos as cebes do jardim onde cairam os tijolos completamente partidas. Sofas, tapetes, tijoleiras, todos os sitios por onde as gatas passaram estão completamente cheias de cola para matar ratos e que não conseguimos eliminar. Já para não falar dos animais em si, que terão de ser vistas pelo veterinário para nos dar solução para a remoção da cola do pêlo.

    Ha quem tenha brio em manter o bom nome. Ha quem só tenha a 4ª classe e por isso mesmo faça de tudo para aumentar o cadastro como se fosse o curriculum vitae. Que seja!

  • #163953 Resposta

    ruidavid
    Administrador

    É uma situação algo complexa: se o muro em questão é propriedade da sua vizinha, é responsabilidade dos donos dos animais evitar que estes para lá vão. Há por outro lado a presunção de que poderá ter sido usado veneno e nesse caso caberá às autoridades, nomeadamente ao delegado de saúde municipal averiguar até que ponto esse uso foi justificado, indevido, negligente ou mesmo criminoso.
    Legalismos à parte, concordo que não devemos ceder à prepotência (falo de um modo geral, não sobre a situação em si, de que só li o que foi escrito); mas a saúde e a segurança dos nossos animais são da nossa responsabilidade; podemos enfrentar os riscos se com isso quisermos marcar uma posição, mas não o podemos fazer com os nossos animais a quem devemos, acima de tudo proteger.

  • #163984 Resposta

    Sofia

    A compaixão pelos animais está intimamente ligada a bondade de caráter. Quem é cruel com os animais, so porque sim, NÃO PODE SER um bom homem.

    As minhas gatas, irmãs, foram adotadas depois de serem abandonadas com 2 semanas de vida. Foram alimentadas a biberon, foram castradas, tudo feito com muito custo, a vida está dificil para quem trabalha honestamente.

    Os atos de madade ficam com quem os pratica!

    Agradeço muito a vossa opinião, mas não vou admitir esta situação e irei até ás ultimas consequencias. Como sempre, não cederei nem um milimetro á falta de caráter das pessoas em questão.

  • #164073 Resposta

    Geraldo

    “Ha quem só tenha a 4ª classe e por isso mesmo faça de tudo para aumentar o cadastro como se fosse o curriculum vita”, esta frase também não é propriamente abonatória para o seu lado.

    Com o ruidavid referiu, cabe-lhe a si evitar que os seus animais invadam a propriedade alheia.

  • #164284 Resposta

    Sofia
    Participante

    Caro Geraldo,

    Fui educada a não maltratar animais em NENHUMA circunstância, incutiram-me a ser uma pessoa de bem e acima de tudo, a ter caráter e ser VERDADEIRA! Ora sendo eu verdadeira, digo as verdades em qualquer circunstância. A isso também se chama TER CARATER!

    Tem a certeza que sabe em que site está? LIGA PORTUGUESA DOS DIREITOS DOS ANIMAIS! É disso que se trata…DIREITOS DOS ANIMAIS, e como disse anteriormente, não vou ceder nem um milímetro pk, cabe-me a mim como disse, defender quer os meus quer qualquer animal que seja vítima da ignorância e falta de caráter.

    Passe bem!

Resposta a: FALTA DE CARÁTER DE VIZINHANÇA PÕE EM RISCO ANIMAIS DE COMPANHIA
A sua informação





<a href="" title="" rel="" target=""> <blockquote cite=""> <code> <pre> <em> <strong> <del datetime=""> <ul> <ol start=""> <li> <img src="" border="" alt="" height="" width="">