A visualizar 3 respostas da conversa
  • Autor
    Artigos
    • #170705 Responder
      Maria Eugénia Brízida
      Convidado

      Boa noite!
      Gostaria se possível um esclarecimento por parte do “Consultório Jurídico”.
      Resido em Ponta Delgada/Açores e existe por esta ilha muitos animais abandonados. Fui ajudando algumas associações de Ponta Delgada a resgatar animais da rua, seguindo um procedimento: – levar para a clínica para ver se tem chip (caso tenha, contacto os referidos donos e perante provas o animal é lhes entregue), não tem chip- são feitas diversas divulgações através de páginas de associações e de publicações particulares; passado 15 dias se ninguém reclamar o animal segue para adoção. São feitas novas publicações para se encontrar novos donos. Desde que o animal é resgatado até encontrar novos donos ficará numa clínica ou em família de acolhimento.
      Neste momento existe uma associação sem fins lucrativos/alemã, que ajuda a conseguir novos e bons donos. A Associação alemã está registada e creditada para resgate de animais. Quando os animais vão viajar é feito obrigatoriamente o certificado “TRACES” no Serviço de Desenvolvimento Agrário de São Miguel.
      A minha dúvida é a seguinte: se é permitido por lei registar um animal no SICAFE, resgatado da rua, em nome de uma Clínica Veterinária? (gostaria de saber qual a lei que rege esta condição). De salientar que, depois do animal viajar, é registado na base de dados alemã.
      Aguardo a vossa resposta.
      Cumprimentos,
      Eugénia Brizída

    • #184114 Responder
      Bruno
      Convidado

      Boa Dia. Adotei há cerca de um mês um cão fêmea de 4 meses no Canil da Ribeira Grande. Aquando da sua adoção fui informado que a Câmara da Ribeira Grande iria disponibilizar um programa gratuito de castração. Contudo já passaram 30 dias e o Canil local me informa que o programa ainda não está disponível. O animal em breve entrará no cio e poderá procriar visto eu possuir outros cães do sexo masculino estando todos à solta. Infelizmente não possuo condições financeiras para pagar a castração ao animal. Envio-vos esta mensagem para saber se podem me aconselhar ou ajudar na resolução deste caso visto eu não querer me desfazer do animal nem devolvê-lo ao Canil. Espero que tenham em atenção este caso e me possam responder com a maior brevidade. Obrigado.

    • #184115 Responder
      Bruno
      Convidado

      <span style=”text-decoration: underline;”>Boa Dia. Adotei há cerca de um mês um cão fêmea de 4 meses no Canil da Ribeira Grande. Aquando da sua adoção fui informado que a Câmara da Ribeira Grande iria disponibilizar um programa gratuito de castração. Contudo já passaram 30 dias e o Canil local me informa que o programa ainda não está disponível. O animal em breve entrará no cio e poderá procriar visto eu possuir outros cães do sexo masculino estando todos à solta. Infelizmente não possuo condições financeiras para pagar a castração ao animal. Envio-vos esta mensagem para saber se podem me aconselhar ou ajudar na resolução deste caso visto eu não querer me desfazer do animal nem devolvê-lo ao Canil. Espero que tenham em atenção este caso e me possam responder com a maior brevidade. Obrigado.</span>

    • #184428 Responder
      Rui David
      Convidado

      Tente entrar em contacto com uma associação de defesa animal dos Açores, por exemplo “O Cantinho dos Animais dos Açores”, para ver se tem algum protocolo com a câmara municipal para estas situações ou outro tipo de ajuda.

A visualizar 3 respostas da conversa
Resposta a: Procedimentos de animais abandonados em Ponta Delgada/Açores
A sua informação





<a href="" title="" rel="" target=""> <blockquote cite=""> <code> <pre class=""> <em> <strong> <del datetime="" cite=""> <ins datetime="" cite=""> <ul> <ol start=""> <li> <img src="" border="" alt="" height="" width="">