A visualizar 14 respostas da conversa
  • Autor
    Artigos
    • #162174 Responder
      Antonio Mourato
      Convidado

      O meu cão foi atropelado recentemente por um taxista, no qual esse indevido nem sequer assistiu o animal . depois de muitas voltas a companhia de seguros desresponsabilizar o sr que atropelou o cão e se meteu em fuga .
      Gostaria de saber onde me devo dirigir para que isto não fique em vao. O animal já foi operado todo custo foi suportado por mim ja que acho isto injusto agradeço que me digam o que fazer .
      Antonio Mourato

    • #162280 Responder
      ruidavid
      Administrador

      Este tipo de situação tem a ver, muitas vezes com o modo como o cão estava na via pública: passeava com trela? Atravessava na passadeira? Sobretudo o facto de passear com trela, que é um procedimento obrigatório em zonas de acesso público, é um factor decisivo para as decisões das seguradoras.
      Confirme-nos, por favor, os pormenores da situação para melhor o podermos informar.

    • #162396 Responder
      Antonio Mourato
      Convidado

      sim o animal estava com a trela metida no pescoço e quando chegou a porta da veterinária deu um puxão e a trela saiu pelo pescoço do animal, e fugi-do para a estrada que fica a pouco menos de um metro nisso um taxista passou e atropelou o animal sem dar qualquer assistência o mesmo.

      • #162410 Responder
        ruidavid
        Administrador

        O problema nestas questões é que, sempre que se passeia um animal na via pública, o dono do animal é o responsável por ele; se o animal se solta da trela, muito provavelmente vão responsabilizar o dono por não ter a trela bem presa; a não ser que o animal se solte em circunstâncias extraordinárias, é isso que se passa. No que se refere ao condutor não ter dado qualquer assistência, uma queixa nesse sentido precisa de testemunhas e de provar que o condutor não viu o animal; mas, muito provavelmente vai voltar-se à mesma questão: o animal estava solto na via pública; em última instância, o condutor pode até interpor uma queixa contra o dono do animal por danos no seu automóvel.

    • #167877 Responder
      Susana
      Convidado

      Hoje o meu cao fugiu para a estrada e foi atropelado, pelo que o levei imediatamente para o veterinário. A condutora ficou aos berros porque o cao “lhe estragou o carro”. Eu fiquei com o número dela porque o pobrezinho ficou mesmo muito ferido e sai imediatamente para lhe salvar a vida.

      O tratamento dele vai para cima dos 1000 euros e sei que a culpa é minha, mas será que a condutora não deverá comparticipar das despesas?Ou seja, eu responsabilizo-me pela viatura e ela pelo tratamento do cao que atropelou?

      Peço a vossa ajuda em esclarecerem-me nesta situação.

      Obrigada!

    • #167963 Responder
      Rui David
      Convidado

      Por lei, a responsabilidade do que acontece por acção de um animal, na via pública, é do seu dono. Legalmente todas as despesas inerentes, tanto dos tratamentos do cão como dos arranjos do carro, são da responsabilidade do dono do animal.

    • #168079 Responder
      Maria
      Convidado

      <p style=”text-align: left;”>Boa tarde, ontem à noite circulava de carro numa localidade perto de casa e na minha direção vinha um cão de porte grande a correr e sem conseguir evitar atropelei o animal. Como se trata fe um animal muito pesado o choque foi muito grande apesar de nao vir a grande velocidade. O animal ficou bastante ferido e o meu carro danificado, nao abandonei o animal tentei perceber quem era o dono e liguei para as autoridades. Os donos do cão por varias vezes afirmaram que achavam estranho porque segundo eles o animal esta habituado a circular sozinho na via publica e anda sempre na berma. Como vivo perto do local onde se deu o acidente e faço o mesmo percurso varias vezes em horarios diferentes sei que o cao esta constantemente na rua. Ontem levaram o cão para o veterinario mas nao me foi dada nenhuma justificação. Como devo proceder?</p>
      <p style=”text-align: left;”>OObrigada</p>

      • #168577 Responder
        Rui David
        Convidado

        Pedir responsabilidades aos donos do animal.

    • #168962 Responder
      Anónimo
      Convidado

      O meu cachorrinho foi atropelado e morreu. Um autocarro (a andar demasiado depressa para uma cidade) atropelou-o. O meu cachorrinho estava com trela. Foi atropelado mesmo com trela. Ele tinha muita força e deu um puxão e não o conseguimos agarrar. Correu para o meio da estrada e pronto. De quem é a responsabilidade? Tendo em conta que foi atropelado com trela, não se teve força para agarrar o cachorrinho e o autocarro vinha em excesso de velocidade.

    • #169066 Responder
      Tânia
      Convidado

      Considerando uma situação semelhante às descritas acima em que se embate num cão porque ele está solto, se depois o dono do cão recusa assumir a responsabilidade, como se deve proceder? A quem nos devemos dirigir?

      • #169069 Responder
        Rui David
        Convidado

        Se as partes envolvidas não conseguirem chegar a acordo entre si terá que seguir as vias legais o que começa com uma participação da ocorrência as autoridades policiais da localidade.

    • #169848 Responder
      Alberto Ferreira
      Convidado

      Boa tarde.

      Ao sair de um estacionamento atropelei um cão que passeava com trela. Ciente das minhas responsabilidades quero participar ao seguro. Como devo proceder?

      • #169870 Responder
        ruidavid
        Administrador

        Boa tarde

        Entre, por favor, em contacto telefónico com o nosso escritório através dos n.ºs 21 4578413 / 96 129 63 53.

        Obrigados

    • #170804 Responder
      Juliana
      Convidado

      Boa noite,

      Infelizmente, atropelei um cão que circulava na via publica sem trela. Chamei as autoridades, que registaram a ocorrência e levaram o animal ao veterinário para verificar se o mesmo tinha chip, tendo-se constatado que, apesar de ter chip, o mesmo não tinha os dados registados no sistema. Entretanto, o animal ficou na clínica a receber tratamento. Gostaria de saber como devo proceder, uma vez que o carro que conduzia era alugado e ficou bastante danificado, bem como quem terá de se disponibilizar pelas despesas veterinárias.

      Obrigada.

      • #170940 Responder
        Rui David
        Convidado

        A melhor maneira é entrar em contacto com o SIRA ou SICAF, bases de dados dos chips, e através do n.º do chip tentar identificar o veterinário onde o animal foi chipado. O veterinário onde o animal recebeu tratamento tem esse acesso. Chegando à ficha de inscrição feita no veterinário onde foi posto o chip, poderão chegar ao dono do animal.

    • #177939 Responder
      Carlos Santos
      Convidado

      Bom dia. Preciso de uma informação. Atropelado um pastor alemão que sai disparado a correr de casa, tive um prejuízo enorme no meu carro e o dono do cão não quer assumir o quê faço.

      • #177962 Responder
        Rui David
        Convidado

        Seguir os trâmites gerais de um acidente, neste caso apresentar uma participação as autoridades policiais.

    • #179935 Responder
      Chari Ty Na
      Participante

      <p style=”text-align: left;”>A minha cadela Didi foi atropelada por uma carrinha sobre a passadeira quase a saida da minha porta, na minha rua. Eu e minha mae estavamos a caminho de deitar o lixo, a Didi ia connosco. O senhor nao se quer responsabilizar porque ela nao tinha trela. Ela estava entre vida e morte. Foi reanimada por uma Sra. que passou por acaso. Nem para o hospital ele ajudou a levar, nao auxiliou embora nos pedimos lhe ajuda. Nao auxilar nao e crime? Ouvi dizer que se eu vou a policia a fazer queixa, eu tenho que pagar a multa da trela, mas ele tem que pagar os custos que ja estao acima dos 2200 €. A Didi teve uma semana no hospital. Agora esta em casa mas tem que levar tratamentos todos os dias.
      A policia passou no sitio do acidente, mas teve mais preocupada a ver se ninguem l bate no senhor porque as pessoas que assistirão estavam revoltadas pela atitude dele. E uma passadeira, e depois nem auxilou. Dizem para eu fazer queixa, mas estou com medo porque de facto nao tinha trela. Ha possibilidade de o responsabilizar ou pelo menos as contas ser divido por os dois.</p>

    • #180024 Responder
      Danila
      Convidado

      Boa Tarde, Ando triste e aflita. agora a pouco na rua, ia andando e nem estava com muita velocidade, quando vejo em cachorro na estrada, parado, de repente vejo que ele começo a correr em minha direção e eu travei com toda a força, mesmo, mas mesmo assim consegui lhe atingir a pata, ele saiu todo desparatado, mas depois que parou percebi que lhe tinha pisado a pata. o cão nao tinha trela e parecia me abandonado. estava a passar perto dos bombeiros e pararam-me! e a unica coisa que fizeram foi tirar a foto do meu seguro e disseram que o cão era deles. apesar de estar a solto na estrada. pergunto, o que poderá me acontecer a mim? sou condutora muito recente, ainda estou no tal regime probatorio de 3 anos, será possivel que me tirem pontos? ou mesmo a carta? o seguro responsabilizar-se-a pelo dano causado na pata do cão? :(

      obrigada desde ja

      • #180060 Responder
        Rui David
        Convidado

        Em condições normais, a responsabilidade é do dono do animal que o não deveria deixar andar solto na via pública. E o dono do animal que deve responsabilizar-se, tanto pelo tratamento do animal como, se for caso disso, dos estragos causados no veículo. Além disso, se o caso for reportado as autoridades, ainda se arrisca a pagar a multa por deixar andar o cão a solta.

    • #180073 Responder
      Luciane Coelho Rabel
      Convidado

      Olá, preciso muito de orientação. Meu trabalho é feito em mota. Apenas em uma rua onde faço entregas existem 3 cães de pequenos porte que me vem aos calcanhares latir, nunca me morderam e como gosto de animais procuro me aproximar, diminuo a velocidade e naquela parte da rua procuro ir com calma, mas eles se colocam na frente do veículo. Me preocupo de magoá-los e com minha integridade física. Dependo do meu trabalho para viver, como todos. Posso fazer algo a respeito como conversar pessoalmente com os donos? E se eles não tomarem providência de recolher os seus animais para dentro de casa, o que mais posso fazer? Existe algum órgão que pode me ajudar com isso? Obrigada pela atenção.

      • #180086 Responder
        Rui David
        Convidado

        os donos dos animais devem responsabilizar-se por eles e no caso de animais perigosos ou mesmo apenas muito activos não os devem deixar soltos na rua, para acautelar situações como a que descreve. Se puder, converse com os donos dos animais sobre a situação. Quando as pessoas não se mostram receptivas ou razoáveis, infelizmente terá de fazer uma queixa nas autoridades policiais da zona.

    • #180304 Responder
      Sofia
      Convidado

      Boa tarde,

      Tenho um cao que foi atropelado em propriedade privada. Estava em minha casa, no pateo, a dormir debaixo de um carro. O condutor arrancou sem ver o cao e atropelou-o. Ha alguma hipotese de o seguro do condutor ser ativado?

      Muito obrigada pela ajuda

A visualizar 14 respostas da conversa
Resposta a: Pedir responsablidade o Seguro
A sua informação





<a href="" title="" rel="" target=""> <blockquote cite=""> <code> <pre class=""> <em> <strong> <del datetime="" cite=""> <ins datetime="" cite=""> <ul> <ol start=""> <li> <img src="" border="" alt="" height="" width="">